Porto Velho (RO) domingo, 24 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Piloto do Legacy se comunicou com controladores de vôo


Jailton de Carvalho - Agência O Globo RIO - Uma gravação mostra que houve contato entre os controladores de vôo e o piloto do jato Legacy que se chocou com o Boeing da Gol. A Agência Estado divulgou trechos de uma fita entregue pela FAB à Polícia Federal com o diálogo entre o controle de vôo de Brasília e o comandante do Legacy. Na gravação, Joseph Lepore pede autorização ao controlador de vôo para descer de 37 mil para 36 mil pés de altitude. Nesse momento o Legacy estava a 55 quilômetros antes do ponto em que esta mudança seria obrigatória. A instrução do controlador, segundo a Agência Estado, foi para o piloto do Legacy manter a altitude, a mesma na qual voava o Boeing do Gol. Não está claro se o piloto entendeu se a ordem do controlador valia para o restante do vôo ou apenas até o ponto em que o plano de vôo previa a mudança de altitude. É a primeira vez que surge a informação de que houve contato por rádio entre o Legacy e o controle de vôo pouco antes da tragédia.O delegado da Polícia Federal Renato Sayão, encarregado de investigar o acidente com o vôo 1907 da Gol, criticou nesta segunda-feira a Aeronáutica pelo atraso na liberação de informações essenciais à investigação da maior tragédia da aviação comercial brasileira. O Boeing 737-800 da Gol colidiu com um jato Legacy 600 da americana Excel Aire no dia 29 de setembro, no norte do Mato Grosso. Todas as 154 pessoas que estavam no vôo da Gol morreram.No Ministério da Defesa, Sayão foi recebido nesta segunda pelo chefe de gabinete do ministro Waldir Pires. O delegado ainda não recebeu a lista com os nomes dos controladores e dos supervisores de vôo que estavam monitorando o Boeing da Gol e o jato Legacy no dia do desastre. Renato Sayão quer ouvir os que estavam trabalhando nas torres de controle de São José dos Campos, Brasília e Manaus, responsáveis pelas linhas em que trafegavam o Boeing e o Legacy. Ele também precisa da transcrição de todas as conversas entre os controladores e os pilotos, e das gravações dos radares. A Aeronáutica já tem esse material. O delegado se queixou da demora em obter os dados que foram pedidos na quarta-feira da semana passada. Só com essas informações Sayão poderá marcar o depoimento dos controladores de vôo.- Nós buscamos, num primeiro momento, obter os dados em cada uma das divisões. Mas como não foi possível, nós optamos por vir diretamente ao ministro da Defesa. E ele, centralizando o recebimento de nosso pedido, determina que a Aeronáutica nos remeta as informações - reclamou Sayão.- Eu já recebi, e já despachei. Mandei à consultoria jurídica para que ela fale a respeito. Mas, sem nenhuma dúvida, nós vamos atender - rebateu o ministro Waldir Pires.A leitura das caixas-pretas do Boeing e do Legacy foi concluída no Canadá. Além desses dados, o delegado quer que a Aeronáutica faça uma perícia no equipamento do Legacy que se comunica com o radar, o transponder. Só depois de estudar esse material é que o Renato vai marcar o depoimento dos pilotos do Legacy.Ainda nesta segunda-feira, o Instituto Médico Legal de Brasília confirmou a identificação de 152 vítimas. Os nomes ainda não foram revelados. Até este domingo, eram 149 o número de identificados. O trabalho dos legistas corrigiu o número de corpos na área do acidente que ainda faltam ser resgatados. São 2 e não 4 como chegou a ser divulgado pela FAB.E a diretora da Divisão de Comunicação da Polícia Civil do Distrito Federal, delegada Valéria Raquel Martirena, admitiu nesta segunda a possibilidade de que as equipes de busca no local do acidente não consigam mais localizar o restante dos corpos das vítimas. Por isso, segundo ela, é importante iniciar um trabalho de identificação por meio dos fragmentos dos corpos, como foi o caso da confirmação de dois dos três casos nesta segunda-feira.- Os fragmentos também estão sendo processados porque podem ser de corpos que ainda não foram identificados. Pode ser que não se localizem mais os corpos, mas, se a gente conseguir comprovar que esses fragmentos são dos que faltam ser resgatados, temos como comprovar que essas pessoas estavam no momento do acidente e que possivelmente houve uma explosão e talvez a gente não consiga localizar os corpos, apenas os fragmentos - disse Martirena.E a cada dia que passa fica mais difícil a localização do cilindro da caixa-preta (que contém o registro de voz da tripulação) do Boeing da Gol e o resgate das últimas vítimas da tragédia.Na manhã desta segunda-feira, dezenas de militares voltaram para a mata levando os cães farejadores. Com a chuva dos últimos dias e a renovação natural da floresta, diminuem as chances de encontrar o cilindro de voz dos pilotos do Boeing. O comando da operação suspeita que o equipamento esteja enterrado.

Mais Sobre Política - Nacional

Marco Aurélio Mello culpa Cármen Lúcia por prisão ilegal de Lula

Marco Aurélio Mello culpa Cármen Lúcia por prisão ilegal de Lula

 247 – Um dia depois de denunciar à televisão portuguesa que o ex-presidente Lula está preso ilegalmente no Brasil (saiba mais aqui), o ministro Marco

 'Decisão de Fux já custou mais de R$ 4 bi ao País'

'Decisão de Fux já custou mais de R$ 4 bi ao País'

"Uma decisão tomada há quase quatro anos pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, já custou mais de R$ 4 bilhões aos cofres públicos sem

No mesmo dia em que manobrou contra Lula, Fachin livrou Temer

No mesmo dia em que manobrou contra Lula, Fachin livrou Temer

Fachin arquivou uma investigação da Polícia Federal que recaía contra Temer. A apuração era sobre um manuscrito apreendido no gabinete do senador pel

Ministro de Temer fala em 'guerra letal' nas favelas e avisa que 'criança bonitinha' pode virar alvo

Ministro de Temer fala em 'guerra letal' nas favelas e avisa que 'criança bonitinha' pode virar alvo

"Você vê uma criança bonitinha, de 12 anos de idade, entrando em uma escola pública, não sabe o que ela vai fazer depois da escola. É muito complicado