Porto Velho (RO) domingo, 22 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

PF prende políticos e empresários acusados de fraude em licenças ambientais


Agência O GloboFLORIANÓPOLIS - A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira 20 pessoas, 18 em Santa Catarina e duas no Rio Grande do Sul, acusadas de negociar licenças ambientais para construções em áreas protegidas. Foram expedidos 22 mandados de prisão temporária contra cinco servidores públicos, dois vereadores, três secretários municipais e vários empresários da construção civil.Entre os acusados estão o dono da incorporadora que ergueu o balneário mais sofisticado de Florianópolis - o Costão do Santinho - e o proprietário de um dos melhores resorts do país. Outro investigado é o construtor do mais novo shopping da capital de Santa Catarina, o Iguatemi. Ainda não foram cumpridos dois mandados de prisão; um contra o vereador Marcílio Ávila, presidente da Santa Catarina Turismo (Santur), está na Argentina. Já o empresário Paulo Cézar Maciel da Silva, um dos donos do recém-inaugurado Shopping Iguatemi de Florianópolis, não foi localizado.Segundo a polícia catarinense, servidores de órgãos ambientais receberiam propinas de empresários para liberar as licenças de construção.Além das prisões, os agentes da PF estão cumprindo mandados de busca e apreensão em órgãos públicos, empresas e residências. De acordo com o delegado Raimundo Barbosa, entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão foram apreendidos pela manhã.Batizada de "Moeda Verde", a operação da PF investiga crimes contra a ordem tributária, falsificação de documento, uso de documento falso, formação de quadrilha, corrupção e tráfico de influência. O esquema teria favorecido grandes empreendimentos em Santa Catarina. Os mandados foram expedidos por ordem do juiz Zenildo Bodnar, da Vara Federal Ambiental de Florianópolis.Em entrevista coletiva, a delegada Júlia Vergara afirmou que as investigações começaram há nove meses e tinham como alvo inicial um empreendimento em Jurerê Internacional, no norte da Ilha de Santa Catarina. A partir daí, foram investigados pelo menos outros três empreendimentos de grande porte construídos em mangues, restingas e áreas de marinha da Ilha. Todos foram licenciados de forma irregular através de "vantagem indevida".- Constatamos pagamento de valores em espécie, troca de favores entre órgãos públicos e uso de carros que configuram vantagem indevida - disse Júlia Vergara.

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç