Porto Velho (RO) terça-feira, 11 de dezembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

PF começa a ouvir controladores de vôo segunda-feira


Agência O GloboBRASÍLIA - Os controladores de vôo que trabalham no Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo em Brasília (Cindacta1) devem começar a ser ouvidos segunda-feira pela Polícia Federal. Na quarta-feira, foi aberto inquérito para apurar as responsabilidades pelo acidente com o Boeing 737-800 da Gol, que causou a morte de 155 passageiros.- Vou ouvir os controladores de vôo responsáveis e colher toda prova pericial já feita pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e pela Aeronáutica - disse Renato Sayão, delegado da PF que vai cuidar das investigações.O delegado disse que começa a receber nesta quinta-feira material sobre as investigações que estão em poder da Polícia Civil, em Cuiabá, do Ministério Público e da Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso. Sayão participou nesta quinta de reunião com a Polícia Civil do estado para definir de quem é a competência das investigações.- O trabalho da Polícia Civil é excelente. Eles tomaram todas as providências que tinham de ter tomado, mas parece que estamos chegando a um consenso que se trata de competência da justiça federal - afirmou o delegado.Sayão descartou, por enquanto, a necessidade de tomar os depoimentos do piloto e do co-piloto do jato Legacy, que teria colidido com o Boeing da Gol.- Eles já foram ouvidos pela Polícia Civil e deram depoimento bem detalhado. Não sei se seria conveniente ouvi-los agora, de imediato - comentou.Apesar de descartar novo depoimento do piloto e do co-piloto do Legacy, o delegado disse que a retenção dos passaportes dos dois, determinada pela Justiça no início da semana, é fundamental para a continuação das investigações. - Se esses pilotos saírem do país antes das investigações serem concluídas, será um prejuízo irreparável para a coleta de provas. Como vou fazer um interrogatório de uma pessoa que está nos Estados Unidos? E, caso venham a ser considerados culpados de alguma coisa, se ficar provado, como é que eles vão responder a um processo, estando no exterior? - questionou.Renato Sayão também disse que ainda é prematuro atribuir culpa ao piloto do Legacy. Segundo ele, ainda não se pode afirmar que o piloto do jato desligou o sistema que detecta o avião no radar do Cindacta.- Não existe nenhum documento oficial a respeito desse fato. Não existe nada que diga isso. São hipóteses apenas - afirmou.O inquérito tem prazo de 30 dias para ser concluído. Esse prazo pode ser prorrogado por mais 30 dias.

Mais Sobre Política - Nacional

Bolsonaro pede, em diplomação, confiança daqueles que não votaram nele

Bolsonaro pede, em diplomação, confiança daqueles que não votaram nele

No discurso de diplomação, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, prometeu hoje (10) governar para todos, sem qualquer distinção ou discriminaçao. Bo

BOLSONAROS - PATRIMÔNIO DE R$ 15 MILHÕES É SUSPEITO E TEM INDÍCIOS DE LAVAGEM

BOLSONAROS - PATRIMÔNIO DE R$ 15 MILHÕES É SUSPEITO E TEM INDÍCIOS DE LAVAGEM

O esquema Bolsonaro-Queiroz que emergiu na última quinta-feira (6) pode ser apenas a ponta do iceberg que envolve o clã Bolsonaro. Jair e seus filho

Presidente Temer anuncia intervenção federal em Roraima até o fim do ano

Presidente Temer anuncia intervenção federal em Roraima até o fim do ano

O presidente Michel Temer determinou a intervenção federal no estado de Roraima, em virtude da crise na segurança pública e penitenciária no estado a

RICARDO KOTSCHO - Conexão da família do PM Queiroz envolve Jair, Michele e Flávio Bolsonaro

RICARDO KOTSCHO - Conexão da família do PM Queiroz envolve Jair, Michele e Flávio Bolsonaro

O assessor parlamentar, motorista e segurança de Flávio Bolsonaro, PM Fabrício José Carlos de Queiroz, fez movimentações de RS 1,2 milhão em sua con