Porto Velho (RO) terça-feira, 19 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

PF combate desvio de recursos em universidade do Paraná



Aécio Amado - Repórter da Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (13) a Operação 14 Bis para investigar a atuação de gestores e empresas que se uniram para fraudar licitações e contratos na Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Campus Cornélio Procópio. Segundo a PF, há indícios de desvios de cerca de R$ 5,7 milhões.

“As investigações apontaram a ocorrência de irregularidades graves em contratos celebrados entre a universidade e empresas que prestaram serviços de manutenção predial, manutenção de ar-condicionado, manutenção de veículos, fornecimento de materiais de construção e serviços de reprografia”, diz a nota da Polícia Federal.

Estão sendo cumpridos 20 mandados de prisão temporária e 26 de busca e apreensão, além de sequestro e indisponibilidade de bens em endereços nas cidades de Uraí, Cornélio Procópio, Nova América da Colina e Maringá, todas no Paraná.

Ao tomar conhecimento da denúncia, a universidade imediatamente adotou medidas no âmbito administrativo, entre elas, a realização de auditorias, além da demissão, mediante processos administrativos disciplinares, de servidores envolvidos nas fraudes”, destaca a PF.

Os presos estão sendo levados para a Delegacia de Polícia Federal em Londrina onde permanecerão à disposição da Justiça.

O nome da operação, 14 Bis, é uma alusão à empresa criada pelos investigados para facilitar os desvios de recursos.

Mais Sobre Política - Nacional

Governo não tem recursos para financiar precatórios, diz ministro

O ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Esteves Colnago, disse hoje (19) que o governo federal não tem dotação orçamentária para oferece

TRANSPOSIÇÃO: Lei inclui servidores de ex-territórios nos quadros da União

TRANSPOSIÇÃO: Lei inclui servidores de ex-territórios nos quadros da União

O presidente Michel Temer sancionou, com vetos, a lei que permite a inclusão de servidores dos ex-territórios federais de Rondônia, Roraima e Amapá em

Refrigerante Dolly fecha a fábrica e demite todos os 700 funcionários

Refrigerante Dolly fecha a fábrica e demite todos os 700 funcionários

Laerte Codonho, dono da empresa de refrigerantes Dolly, fechou a fábrica e demitiu todos os funcionários; preso em uma ação conjunta do Ministério Púb

Judiciário que julga hoje Gleisi é o mesmo que protege Aécio. Justiça?

Judiciário que julga hoje Gleisi é o mesmo que protege Aécio. Justiça?

Agendado para hoje no STF (Supremo Tribunal Federal); ontem, a PRG (Procuradoria Geral da República) pediu 60 dias para o caso de Aécio Neves; hoje, e