Porto Velho (RO) segunda-feira, 13 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

PF aponta Lorenzetti como chefe da operação dossiê


Agência O Globo RIO - Ex-chefe do serviço de inteligência do PT, Jorge Lorenzetti foi apontado em relatório preliminar da Polícia Federal como o chefe da operação para compra do dossiê contra tucanos. O delegado da PF Diógenes Curado Filho, responsável pelas investigações, acredita que Lorenzetti coordenou a participação de Gedimar Passos e Valdebran Padilha, presos no dia 15 de setembro com o equivalente, em dólares e reais, a R$ 1,7 milhão, valor que seria pago pelo dossiê. O documento, entregue à Justiça nesta sexta-feira, indica ainda que Lorenzetti pode ter orientado outros envolvidos no caso, como o ex-diretor do Banco do Brasil, Expedito Veloso e o ex-assessor do ex-presidente do PT, Ricardo Berzoini, Oswaldo Bargas, sobre suas atuações na operação (conheça os personagens do escândalo). "Jorge Lorenzetti, pelo que se sabe até o momento, foi a pessoa que articulou no âmbito nacional a compra do dossiê", diz um trecho do relatório. O relatório parcial também indiciou o petista Gedimar Passos por ocultação de documentos. O documento da PF confirma que o dossiê tinha intenção de alterar o quadro eleitoral na corrida para o governo de São Paulo, tentando relacionar o candidato José Serra (PSDB), vencedor no primeiro turno, com a máfia das sanguessugas. Num outro trecho do relatório, os investigadores dizem não compreender como Jorge Lorenzetti pôde ter comandado a operação e ainda assim negar que soubesse a origem do dinheiro apreendido. "Tudo sob seu comando e, estranhamente, não sabia da origem do dinheiro", diz o trecho. Para os investigadores, o ex-coordenador de comunicação do PT na campanha de Aluízio Mercadante ao governo de São Paulo, Hamilton Lacerda, levou o dinheiro aos encarregados da compra do dossiê. Ele foi filmado pelas câmeras do hotel carregando uma mala. A polícia não acreditou na versão de Hamilton de que na mala havia impressos de boleto de contribuição para a campanha de Luiz Inácio Lula da Silva. No relatório, a polícia confirmou os indícios de que o dinheiro tem origem ilegal. Uma parte dos reais veio do jogo do bicho no Rio de Janeiro, segundo o relatório. E disse que está na fase final para descobrir a origem dos dólares, R$ 248 mil, encontrados com os emissários do PT. O relatório não incluiu as primeiras revelações de Gedimar Passos de que o ex-assessor especial do presidente Lula, Freud Godoy, teria mandado comprar o dossiê. Destacou apenas a defesa de Godoy, de que não participou do esquema. O relatório também não explicou por que foi pedida a quebra de sigilo bancário de Godoy.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu