Sábado, 25 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

PF aponta Lorenzetti como chefe da operação dossiê


Agência O Globo RIO - Ex-chefe do serviço de inteligência do PT, Jorge Lorenzetti foi apontado em relatório preliminar da Polícia Federal como o chefe da operação para compra do dossiê contra tucanos. O delegado da PF Diógenes Curado Filho, responsável pelas investigações, acredita que Lorenzetti coordenou a participação de Gedimar Passos e Valdebran Padilha, presos no dia 15 de setembro com o equivalente, em dólares e reais, a R$ 1,7 milhão, valor que seria pago pelo dossiê. O documento, entregue à Justiça nesta sexta-feira, indica ainda que Lorenzetti pode ter orientado outros envolvidos no caso, como o ex-diretor do Banco do Brasil, Expedito Veloso e o ex-assessor do ex-presidente do PT, Ricardo Berzoini, Oswaldo Bargas, sobre suas atuações na operação (conheça os personagens do escândalo). "Jorge Lorenzetti, pelo que se sabe até o momento, foi a pessoa que articulou no âmbito nacional a compra do dossiê", diz um trecho do relatório. O relatório parcial também indiciou o petista Gedimar Passos por ocultação de documentos. O documento da PF confirma que o dossiê tinha intenção de alterar o quadro eleitoral na corrida para o governo de São Paulo, tentando relacionar o candidato José Serra (PSDB), vencedor no primeiro turno, com a máfia das sanguessugas. Num outro trecho do relatório, os investigadores dizem não compreender como Jorge Lorenzetti pôde ter comandado a operação e ainda assim negar que soubesse a origem do dinheiro apreendido. "Tudo sob seu comando e, estranhamente, não sabia da origem do dinheiro", diz o trecho. Para os investigadores, o ex-coordenador de comunicação do PT na campanha de Aluízio Mercadante ao governo de São Paulo, Hamilton Lacerda, levou o dinheiro aos encarregados da compra do dossiê. Ele foi filmado pelas câmeras do hotel carregando uma mala. A polícia não acreditou na versão de Hamilton de que na mala havia impressos de boleto de contribuição para a campanha de Luiz Inácio Lula da Silva. No relatório, a polícia confirmou os indícios de que o dinheiro tem origem ilegal. Uma parte dos reais veio do jogo do bicho no Rio de Janeiro, segundo o relatório. E disse que está na fase final para descobrir a origem dos dólares, R$ 248 mil, encontrados com os emissários do PT. O relatório não incluiu as primeiras revelações de Gedimar Passos de que o ex-assessor especial do presidente Lula, Freud Godoy, teria mandado comprar o dossiê. Destacou apenas a defesa de Godoy, de que não participou do esquema. O relatório também não explicou por que foi pedida a quebra de sigilo bancário de Godoy.

Gente de OpiniãoSábado, 25 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Sábado, 25 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)