Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Perdigão compra empresa italiana


Bruno Rosa, Agência O GloboRIO - A Perdigao concluiu as negociações para a compra da Sino dos Alpes Alimentos, subsidiaria da Grandi Salumifici Italiani (GSI), grupo lider em embutidos na Itália. O negócio ficou em torno de R$ 8,5 milhões.Foi firmado ainda memorando de entendimento entre as duas empresas, objetivando a troca de tecnologia para o desenvolvimento e a fabricação de alimentos a base de carnes na Itália e no Brasil e comercialização reciproca de produtos.Instalada na cidade de Bom Retiro do Sul (RS), a unidade fabrica produtos a base de carne suina e de frango - entre os quais salsicha, presunto, apresuntado, lingüica, pate, fiambres e mortadela.A Sino dos Alpes Alimentos foi criada em 1999, por meio de parceria entre a GSI e a tradicional cooperativa gaucha Languiru. Naquele ano, instituiu-se uma joint venture com a participação de 50% do capital de ambas as empresas. Em 2002, o grupo italiano comprou a parte da cooperativa e assumiu 100% do negócio.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul