Porto Velho (RO) sexta-feira, 17 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Pelo menos 51 mortos por causa das chuvas no Sudeste. Seca atinge seis estados do Nordeste


Agência O GloboRIO e BELO HORIZONTE - Pelo menos 51 pessoas morreram desde o início da última semana, por causa das chuvas que atingem a Região Sudeste do país. Só no Rio de Janeiro foram 28 mortos. Em Minas Gerais, os temporais levaram 61 municípios a decretar situação de emergência e em São Paulo, três pessoas morreram.A Secretaria Nacional da Defesa Civil anunciou nesta sexta-feira que dispõe de R$ 57 milhões para atendimento aos atingidos pelas chuvas, e a previsão é de que nenhum município fique sem receber os recursos para socorro às vítimas, com distribuição de colchões, alimentos e remédios. Os recursos, segundo o secretário Jorge Pimentel, são parte da verba de R$ 120 milhões liberada em dezembro.Em Minas, mais três pessoas morreram neste sábado, em um deslizamento de terra na Zona da Mata, uma das regiões mais atingidas. Desde o início do período chuvoso, em outubro, 20 pessoas já morreram em Minas. Neste período, 61 municípios decretaram situação de emergência no estado. Segundo o último balanço da Defesa Civil Estadual, cerca de 15 mil pessoas ficaram desabrigadas ou desalojadas, e cerca de 80 pessoas estão feridas.O governador de Minas, Aécio Neves, defende a criação de uma Coordenadoria Regional de Defesa Civil. A coordenadoria atuaria na prevenção de catástrofes ambientais que possam afetar mais de um estado da região e deverá estabelecer ainda planejamentos preventivos conjuntos, de forma a antecipar desastres e prejuízos humanos e materiais.No Rio, a chuva que atinge o estado desde terça-feira, já deixou 2.562 desabrigados e 14.068 desalojados, segundo a Defesa Civil. Dez estado estão em situação de emergênciar. A área mais atingida é a Região Serrana. Neste domingo, o governador do Rio, Sérgio Cabral, deve se reunir com o ministro da Integração Nacional, Pedro Britto, para tentar solucionar o problema das vítimas da chuva no estado.Em São Paulo, a Defesa Civil está em estado de alerta por causa da previsão de novos temporais neste final de semana. Um levantamento feito pelo órgão mostrou que cerca de 57,5 mil pessoas vivem nas 223 áreas de risco no município. Cerca de 1.300 pessoas estão desabrigadas e três morreram. A zona norte é a mais atingida até agora. Nos últimos dias, choveu 45 milímetros na região.No Centro-Oeste, as chuvas dos últimos dias castigaram as estradas. As redes coletoras de águas pluvias num trecho da rodovia BR-070, entre Brasília (DF) e Águas Lindas (GO) foram afetadas. A rodovias estão em obras, e os reparos estão sendo coordenados pelo Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit).A chuva também atingiu o Sul do país. Em Santa Catarina, o temporal que a atingiu a região do Vale do Itajaí, provocou alagamentos e deslizamentos de terra em cinco bairros de Blumenau: Vila Nova, Velha, Fortaleza, Itoupava Norte e Itoupava Seca. A enxurrada fez desabar parcialmente a casa do pedreiro José Felipe de Souza, de 54 anos, mas ninguém ficou ferido.Sudeste terá mais chuva forte no fim de semana, alerta meteorologistaAs chuvas na região Sudeste devem continuar neste fim de semana e durante boa parte do mês de janeiro, segundo o meteorologista Marcos Barbosa Sanches, do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTec) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). As chuvas mais críticas, neste sábado e no domingo, segundo Sanches, vão ocorrer em São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro:- Já no início da próxima semana, devem se movimentar mais para a região do Espírito Santo e norte de Minas Gerais.Segundo o Inpes, os temporais no Sudeste têm sido provocados por um fenômeno chamado Zona de Convergência do Atlântico Sul. É uma faixa de nuvens carregadas que se estende desde a Amazônia e que encontrou áreas de instabilidade e muito calor sobre os estados do Rio, São Paulo e Minas.- Essa instabilidade se comporta como uma frente fria parada, estacionada, que deixa o tempo continuamente nublado e com chuvas ao longo do dia - explicou Marcelo Seluchi, também do Inpe.Mais informações sobre o tempo no site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).Seca castiga o NordesteEnquanto a chuva castiga o Sudeste, seis estados nordestinos enfrentam a seca. No Piauí, 76 municípios já decretaram situação de emergência. Segundo a Federação dos Trabalhadores em Agricultura do Estado, a seca na região do Semi-árido pode comprometer 90% da safra.No sertão do Ceará, 55 cidades dependem dos carros-pipa, mas eles estão parados desde o início do ano.- Acho que as últimas reservas durarão, no máximo, até esta semana. Sete mil e quinhentas pessoas sendo abastecidas única e exclusivamente por carros-pipa, então a gente se encontra num momento que a tensão social tende a crescer no município por conta dessa falta d´água - diz o representante da Defesa Civil Fernando Pontes.

Mais Sobre Política - Nacional

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni