Porto Velho (RO) terça-feira, 13 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Pefelista pede punição para Roseana, que declarou apoio a Lula


Adriana Vasconcelos - Agência O GloboBRASÍLIA - Em reunião da Executiva Nacional, o presidente do PFL, senador Jorge Bornhausen (SC), recebeu uma petição de autoria do deputado Alberto Fraga (PFL-DF) propondo que a senadora Roseana Sarney (MA) seja enquadrada no artigo 101 do Estatuto do partido por ter declarado apoio ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, contrariando orientação de seu partido, que participa da coligação do tucano Geraldo Alckmin. O deputado Eduardo Sciarra (PR) vai relatar a petição. Ele deve mandar uma citação ao Diretório do Maranhão para que a senadora apresente sua defesa. Ela terá oito dias para se defender, após receber a notificação, mas Bornhausen acha que dificilmente o julgamento ocorrerá antes do segundo turno. O presidente do PFL não quis antecipar se há clima para Roseana permanecer no partido, mas não deixou dúvidas de que será tratada com rigor.- Sou uma pessoa que tem disciplina partidária - disse.Bornhausen disse não estar preocupado com a possibilidade de a senadora acabar saindo de vítima no episódio, nem com a eleição no Maranhão, onde a senadora disputa o governo do estado com o pedetista Jackson Lago.- Eu não estou preocupado com a eleição de Maranhão. Eu estou preocupado com a eleição nacional. Os dois candidatos do Maranhão apóiam o candidato Lula, e eu apoio o Alckmin com muito honra - disse.Para o deputado Alberto Fraga, Roseana não levou em consideração os interesses do partido.- A senadora agiu de acordo com seus interesses políticos particulares e desconsiderou a postura oposicionista do PFL em relação ao Partido dos Trabalhadores. Além disso, desdenhou da direção do partido, que apóia formalmente o presidenciável tucano Geraldo Alckmin, e permitiu a exibição de mensagem do candidato Lula em sua propaganda eleitoral na TV - disse.

Mais Sobre Política - Nacional

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

O exame tem validade de cinco anos para condutores com menos de 65 anos.

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro e Boulos precisam decidir se querem dar um passo em frente ou dois passos atrás.

O presidente eleito Jair Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília

O presidente eleito Jair Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília

Previdência, nomeação de ministros e reajuste estão na agenda

Governo Bolsonaro não fará discriminação de qualquer tipo, afirma Moro

Governo Bolsonaro não fará discriminação de qualquer tipo, afirma Moro

Futuro ministro afirma que haverá rigor contra crimes de ódio