Porto Velho (RO) quinta-feira, 16 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Pefelista diz que partido parece cartório em alguns estados


Luiz Cláudio de Castro - Agência O GloboBRASÍLIA - Defensor da refundação do PFL, o deputado José Carlos Machado (SE), que assumiu a quarta secretária da Câmara logo após a posse da nova legislatura, afirma que o partido precisa de caras novas e com coragem de defender propostas positivas para o país, como a privatização de alguns setores. Sem citar exemplos, o pefelista disse que em alguns estados o partido virou uma espécie de cartório nas mãos de um mesmo grupo político. Mais cedo, o presidente do PFL, Jorge Bornhausen (SC), disse que a mudança pretende oxigenar o partido.- Há diretórios por aí que são verdadeiros cartórios, que estão nas mãos de determinadas pessoas desde que foi fundado. É preciso que haja renovação dos quadros dirigentes, abrigar caras novas, com coragem de defender as mudanças necessárias para o Brasil - disse.O deputado não tem dúvida de que a convenção nacional do dia 28 de março confirmará a mudança do nome para Partido Democrata, aprovada nesta quinta-feira pela executiva nacional. Aprovada a mudança, o partido adota o novo nome imediatamente, mas a conclusão das mudanças nos diretórios, que estão sendo dissolvidos, só deve estar pronta entre agosto e outubro deste ano. Segundo ele, será criada uma comissão nacional para conduzir o processo.- O PFL é um partido extremamente disciplinado. Age como o PSD antigo. Vai se reunir para homologar o que já estava decidido - brincou o deputado.Ao defender as privatizações, o deputado disse que os líderes não podem ter vergonha de defender propostas desse tipo. Ele criticou o aliado PSDB dizendo que o candidato do partido à Presidência da República, Geraldo Alckmin, fugiu do debate e acabou passando uma imagem negativa das privatizações para a opinião pública. José Carlos Machado citou as telecomunicações como exemplo de setor em que a privatização foi bem-sucedida, afirmando que elas estão permitindo a universalização do serviço, além de ter aumentado o montante de recursos pagos em impostos pelas teles.- Lamentavelmente, o candidato do PSDB à Presidência da República fugiu. Veja quanto as teles pagavam de imposto e quanto pagam hoje - disse.Machado lembrou que nos países desenvolvidos, como os Estados Unidos, os aeroportos são administrados pelas próprias companhias, enquanto no Brasil a competência é de uma estatal, a Infraero, que sofreria influência excessiva da Aeronáutica. Outro setor em que as privatizações podem ser positivas, segundo ele, é o das estradas. Ele cita o exemplo da Inglaterra, onde as parcerias público-privadas teriam dado muito certo.- Não podemos ter vergonha de discutir as privatizações. As PPPs deram muito certo na Inglaterra, mas aqui as coisas correm de uma forma muito tímida - disse.

Mais Sobre Política - Nacional

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni