Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Partidos de oposição também vão relatar medidas do PAC


Cristiane Jungblut - Agência O GloboBRASÍLIA - O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), vai distribuir as relatorias das medidas provisórias do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) entre todos os grandes partidos, inclusive os de oposição. Na quinta-feira, ele ofereceu ao PFL a relatoria de uma das MPs. O PSDB também deve ser contemplado. Chinaglia passou a tarde reunido com os líderes, separadamente, e, segundo os parlamentares, disse a eles que pretende distribuir as relatorias conforme a proporcionalidade dos partidos. É mais um gesto político de Chinaglia, mostrando que a disputa da eleição está superada, e que ele presidirá a Câmara junto com todos os partidos, e não apenas governistas.A idéia é anunciar os nomes nesta sexta-feira, antes do Carnaval, mas até ontem à noite as indicações estavam sendo analisadas pelos partidos, assim como a reação do Palácio do Planalto às escolhas. O governo não se opõe que as medidas provisórias do PAC sejam relatadas por parlamentares de oposição, desde que sejam indicações técnicas, e não políticas.O líder do PFL na Câmara, deputado Onyx Lorenzoni (RS), elogiou a decisão de Chinaglia, mas consultará a bancada.- O presidente Chinaglia fez um gesto. Se depender da minha vontande, aceitamos sim, mas vou ouvir a minha bancada - disse Lorenzoni, que perdeu dois vôos para permanecer na Câmara para a reunião com Chinaglia.O líder do PDT, Miro Teixeira (RJ), contou que Chinaglia quer que os relatores tenham conhecimento dos assuntos a serem analisados.- O presidente Chinaglia me disse que quer acabar com o clima da disputa eleitoral e que vai dar relatorias ao PFL e ao PSDB. Achei importante para mostrar que não há mais resíduos da disputa - disse Miro Teixeira.O PDT pediu a relatoria da polêmica MP 349, que cria um Fundo de Investimentos em Infra-Estrutura com recursos do FGTS, mas havia resistência a ceder e indicar o deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho (SP). Diante das pressões e cobranças na disputa pelas relatorias, Chinaglia fez como Lula e disse que quem decide é ele:- Pode haver pedidos em público ou em privado, mas a decisão é minha.O presidente da Câmara sempre disse que daria relatorias à oposição, mas o PFL não esperava ser contemplado.- É realmente um gesto importante - disse o ex-líder pefelista Rodrigo Maia (RJ).A MP 353, que trata da conclusão da liquidação e extinção da Rede Ferroviária Federal (RFFSA), deve ficar com o PR (ex-PL). Ela foi a campeã de emendas, recebendo 252. O líder do PR na Câmara, Luciano Castro, disse que o partido tinha interesse na medida.O líder do PP, deputado Ricardo Barros (PR), que estava ajudando Chinaglia nas negociações, confirmou que os partidos serão atendidos:- A idéia do presidente é respeitar o critério da proporcionalidade.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul