Porto Velho (RO) segunda-feira, 14 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Para não tirar chapéu, Mão Branca vai ao STF


Agência O GloboBRASÍLIA - O couro cabeludo do deputado baiano Edigar Mão Branca (PV) poderá até ficar à mostra futuramente no Congresso, como quer o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), mas o parlamentar verde já dá provas de que vai tentar de tudo para manter o seu chapéu de couro na cabeça durante o seu mandato. Antecipando-se à prometida proibição de uso do acessório pela Mesa Diretora da Casa - para a qual, o uso do acessório quebraria o decoro parlamentar - Mão Branca impetrou, na última sexta-feira, no Supremo Tribunal Federal um mandado de segurança preventivo.No pedido ao STF, o deputado verde conta que o seu típico chapéu de vaqueiro nordestino se transformou num jegue de batalha desde a sua posse, em 20 de março último. Segundo ele, analisando o regimento interno da Casa, não se encontra proibição ao uso do acessório, estando registrada apenas a obrigatoriedade do uso de traje de passeio completo.Mão Branca informou ao STF que até a noite de sexta-feira ainda não havia sido oficialmente notificado de que estaria proibido de usar o seu chapéu de couro.Na semana passada, disposto a levar adiante a briga com o deputado, Chinaglia confirmou que a Mesa Diretora vai editar um ato deixando claro que é proibido o uso de indumentárias consideradas inadequadas no plenário.Segundo Chinaglia, o ato só vai atualizar uma interpretação do regimento já adotada em outra situação semelhante.- A interpretação do regimento nem sempre é fácil. Faremos um ato da Mesa para atualizar uma decisão que já existia e que diz que a vestimenta típica não é permitida - disse Chinaglia, afirmando, porém, que esse tema não é prioridade na Casa.

Mais Sobre Política - Nacional

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Justiça partidária condena PT em Curitiba e blinda PSDB em São Paulo

Implacável para condenar lideranças do PT na República de Curitiba, a Justiça brasileira não mostra o mesmo furor para investigar e julgar os tucanões

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

FGTS: Anúncio sobre saques fica para a próxima semana, diz Onyx

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviç