Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Países sul-americanos devem se integrar para superar dificuldades no setor energético, diz Lula


Agência O GloboBRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que a 1ª Cúpula Energética da Comunidade Sul-Americana de Nações, que começa nesta segunda-feira na Venezuela, tem de estudar formas para que as nações possam se integrar para superar dificuldades no setor energético. Lula embarca, agora de manhã, para Ilha Margarita, na Venezuela, onde será realizado o evento, que deverá reunir 10 mil pessoas de 12 delegações sul-americanas. "A nossa idéia é que a gente possa ter um diagnóstico correto da dificuldade de cada país na questão energética. Com esse diagnóstico correto na mão, nós então apresentamos uma proposta do que fazer conjuntamente, onde arrumar dinheiro, qual projeto nós vamos ter para que a gente tenha uma integração", afirmou, no programa de rádio "Café com o Presidente"."Essa reunião é, para mim, importante na medida em que ela pode definir o que vai ser a América do Sul para os próximos dez, 15 ou 20 anos", completou.O presidente citou formas de como um país pode ajudar o outro. Segundo ele, o Brasil, por exemplo, quando tiver energia excedente, poderá vender para quem sofre desabastecimento. " Quando tiver muita chuva em um país que tiver energia, nós poderemos estar utilizando a energia deles. Quando lá chover pouco e aqui chover muito e a gente tiver energia em excesso, a gente pode passar energia para eles " , comentou.Lula destacou pontos fortes de algumas nações sul-americanas no setor energético, como as grandes reservas de gás da Bolívia, as jazidas de petróleo da Venezuela e a produção de biodiesel no Brasil. "A sociedade vai ganhar mais tranqüilidade, mais certeza de que nós vamos ter energia suficiente para atender a demanda da sociedade e a demanda do crescimento econômico desses países", afirmou.Na Cúpula em Ilha Margarita, chefes de Estado e ministros vão debater sobre gás, petróleo, biocombustíveis, projetos de coordenação conjunta de políticas energéticas (Petroamerica, Petrosur, Petrocariben e Petroandina) e de financiamento da infra-estrutura de integração energética (Banco do Sul, IIRSA - Iniciativa para Integração Regional Sul-Americana, e CAF - Corporação Andina de Fomento). O encontro termina amanhã.

Mais Sobre Política - Nacional

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que