Porto Velho (RO) terça-feira, 21 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

País exporta reservistas treinados para exércitos particulares


Agência O Globo RIO - Soldados da reserva do Exército brasileiro estão sendo recrutados, a peso de ouro, para integrarem pequenos exércitos privados em áreas de conflito como Iraque e Angola. Os soldados brasileiros no exterior não chegam a ser mercenários, porque nunca houve combate. Eles são contratados por empresas privadas militares e de segurança, que tiveram um crescimento espetacular depois do fim da guerra fria, mas representam um problema diplomático, e desde que apareceram os primeiros casos de aliciamento para trabalhar no Iraque, cuja invasão não foi chancelada pelo Brasil, as autoridades nacionais passaram a investigar e a vigiar a rede de agenciadores em pelo menos três capitais.O jornal O Globo traz em sua edição deste domingo reportagem que mostra alguns esquemas de aliciamento.De acordo com a publicação, os salários variam entre US$ 6 mil e US$ 12 mil mensais, mas é uma atividade sem garantias trabalhistas: as empresas geralmente exigem que o profissional assine um contrato que o obriga, em caso de morte ou acidente, a não reclamar indenizações. Este contrato também não inclui seguro de vida ou outra proteção a sua família.No Brasil, os aliciadores de mão-de-obra para o Iraque tiveram de enfrentar a lei. A procuradora-geral do Trabalho, Sandra Lia Simón, disse que, com base nas notícias sobre a atividades dos alemães, foram instaurados procedimentos em São Paulo, Curitiba e Goiânia, mas os suspeitos negaram. Sua empresa foi obrigada ainda a assinar um termo de ajustamento de conduta, comprometendo-se a não recrutar candidatos para o Iraque. Para investigar o italiano Spinelli, além do inquérito na Polícia Federal, o Exército abriu inquérito policial-militar (IPM).(Leia a reportagem completa na edição deste domingo de O Globo Digital)

Mais Sobre Política - Nacional

Marco Aurélio libera para votação denúncia de racismo contra Bolsonaro

Marco Aurélio libera para votação denúncia de racismo contra Bolsonaro

Ministro Marco Aurélio Mello, do STF, liberou para a inclusão na pauta da 1ª Turma da corte o julgamento contra o candidato da extrema-direita a presi

Morre Otavio Frias Filho, diretor de redação do jornal Folha de S. Paulo

Morre Otavio Frias Filho, diretor de redação do jornal Folha de S. Paulo

O diretor de redação do jornal Folha de S. Paulo, Otavio Frias Filho, morreu nesta terça-feira no Hospital Sírio-Libanês em São Paulo, vítima de um câ

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';