Porto Velho (RO) sábado, 18 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Outro grupo pede a troca do comando do PT


Agência O GloboRIO - Além da " Mensagem ao Partido", documento produzido pelo grupo comandado pelo ministro Tarso Genro, e que pede a "refundação do partido", outro grupo de petistas cobra a mudança da atual direção do partido. O jornalista Ricardo Noblat, em seu blog, informa que seis deputados federais do PT paulista (entre eles, Cândido Vaccarezza, Carlos Zarattini, Devanir Ribeiro e José Mentor), e mais seis deputados estaduais (entre eles Rui Falcão, recordista de votos nas eleições passadas no estado), produziram um documento chamado " Um novo rumo para o PT". Ainda de acordo com o Blog do Noblat, a nova proposta não ratifica a idéia defendida pelo ministro Tarso Genro, das Relações Institucionais, de que é preciso "refundar" o PT.Este segundo documento também será levado ao III Congresso do partido, em junho.Eis alguns trechos do documento:"O movimento da "refundação" (bem como sua variante pragmática, a "despetização" do governo Lula) encobre a tentativa de criar um partido diferente do PT democrático, socialista, libertário, estrategicamente vinculado às lutas dos trabalhadores e de sua emancipação. A nosso ver, não há por que refundar, pois as bases constitutivas do nosso partido são sólidas e sua contribuição ao Brasil é bem maior que suas falhas"."No quadro atual, somos da opinião que o Campo Majoritário -- assim denominado embora já não mais detenha a maioria do Diretório Nacional isoladamente - esgotou seu papel dirigente. Sua composição e métodos de direção, talvez funcionais num determinado período, mostram-se inadequados diante do vulto e da complexidade dos desafios atuais""Somos favoráveis a que o 3º. Congresso encurte o mandato dos dirigentes de todas as instâncias e convoque um novo PED [Processo de Eleição Direta onde votos todos os filiados do partido] para o final de 2007 de sorte a permitir que as chapas tenham tempo para se constituírem e difundirem suas plataformas""O PT foi contaminado neste processo e se transformou em uma enorme e poderosa máquina eleitoral, sufocando nossa presença nas mais diversas dimensões da luta política e ideológica na sociedade.""(...) É inegável, porém, que o PT praticamente relegou a formação política a segundo plano, afastou-se dos movimentos sociais e, cada vez mais, assemelha-se a um partido do tipo eleitoral, como muitos de seus congêneres daqui e do exterior""Por isso mesmo é tarefa do PT combinar o natural apoio ao governo que elegemos, dar-lhe sustentação política, ao mesmo tempo preservando nossa autonomia e capacidade de crítica em eventuais discordâncias programáticas. Autonomia implica ausência de subordinação obrigatória a decisões governamentais, não só porque o alinhamento automático prejudicou a relação PT/governo no primeiro mandato, mas, sobretudo, porque a independência é condição para a sintonia entre entes que atuam em diferentes instâncias (partido, governo, bancadas)"

Mais Sobre Política - Nacional

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di