Porto Velho (RO) sábado, 15 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Oficiais da Aeronáutica alertaram para falta de controladores em fevereiro


Agência O Globo RIO - Documentos oficiais a que o Jornal Nacional teve acesso revelam que, sete meses antes do acidente entre o avião da Gol e o jatinho Legacy, oficiais de alta patente da Aeronáutica se mostravam preocupados com a falta de controladores e engenheiros no setor de controle do espaço aéreo brasileiro. Um documento do dia 14 de fevereiro deste ano, diz que, para garantir a segurança e a eficiência do tráfego aéreo, era preciso tomar com antecedência ações de grande importância. Os militares dizem que, nos últimos dez anos, têm enfrentado sérias dificuldades para contratar mais gente, e dão um exemplo: em 2006 só receberiam 65 controladores de vôo, mas precisariam de 180 por ano. Quem assina é o brigadeiro Paulo Roberto Vilarinho. Vilarinho também é autor de outro documento urgente, do dia 30 de março, em que ele adverte que a manutenção dos equipamentos pode ser prejudicada pela falta de pessoal capacitado para trabalhar na área do Cindacta IV, na Amazônia, onde houve o acidente entre o avião da Gol e o jato Legacy, seis meses depois. O brigadeiro alerta que a garantia dos equipamentos da região começaria a vencer este ano. E encerra pedindo a convocação, em caráter emergencial, de engenheiros. Em outro ofício, Vilarinho pede a ampliação e modernização do controle de vôo de São Paulo, com mais três radares. O Sindicato dos Controladores de Vôo Civis diz que também fez alertas sobre a falta de pessoal. - Infelizmente, foi preciso acontecer o que aconteceu para a coisa tornar-se clara e a sociedade tomar conhecimento dos verdadeiros problemas que ocorrem dentro sistema - denuncia o diretor técnico do Sindicato Nacional dos Trabalhadores em Proteção de Vôo, Ernandes Pereira. Mesmo depois do acidente em setembro, entre o avião da Gol e o jato Legacy, em 29 de setembro, o Departamento de Controle do Espaço Aéreo do Comando da Aeronáutica, continuou reclamando da falta de pessoal. Como mostra um outro documento, assinado pelo vice-diretor do Departamento de Controle do Espaço Aéreo, brigadeiro Ailton dos Santos. Em 31 de outubro, ele diz que o número de profissionais está bem abaixo do mínimo indispensável. E reafirma que o assunto já tinha sido levado ao conhecimento do comando da Aeronáutica. O ministro da defesa, Waldir Pires, declarou que nenhum dos três relatórios chegou ao ministério. O comando da Aeronáutica informou que, para aumentar o pessoal que trabalha no controle do tráfego aéreo, contratou serviços terceirizados e contou com o apoio de outros setores para suprir a falta de engenheiros. Para o ano que vem, a Aeronáutica aumentou o plano de formação de controladores de vôo: de 180 para 373.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu