Porto Velho (RO) sábado, 14 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

OAB defende: políticos não deveriam receber salários


O presidente da Seccional de Minas Gerais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Raimundo Cândido, defendeu hoje (12) o fim do pagamento de salários para vereadores, deputados estaduais, federais e senadores. Para Cândido, parlamentares deveriam receber apenas ajuda de custo para locomoção, alimentação e moradia. Ele afirma, ainda, que ocorreu um desvirtuamento das funções parlamentares. “Os deputados se transformaram em despachantes de luxo. O papel deles não é o de negociar recursos para bases eleitorais. Eles foram eleitos para legislar”, diz.

Para Cândido, os recursos que seriam economizados com o pagamento de salários aos parlamentares deveriam ser aplicados em “aproximar a Justiça da população”. Conforme ele, moradores de muitas cidades do interior precisam viajar ao município vizinho para ter acesso à Justiça. Cândido afirma que o fim da remuneração poderia ocorrer no bojo de uma reforma política. Avalia, no entanto, ser difícil a mudança pelo fato de serem os próprios parlamentares os encarregados de realizar a reforma.

A proposta de Raimundo Cândido foi lançada durante a instalação na Seccional mineira da OAB de ouvidoria para receber denúncias contra crimes eleitorais. As suspeitas de irregularidades deverão ser encaminhadas por eleitores a uma das 166 seções da OAB na capital ou no interior. As denúncias passarão por avaliação de integrantes da ouvidoria e, comprovados indícios de crime, serão encaminhadas à Justiça Eleitoral e ao Ministério Público. Na avaliação de Cândido, a criação de uma instância na OAB para receber suspeitas de irregularidades em campanhas políticas contribui para inibir crimes eleitorais.

As denúncias poderão ser entregues pessoalmente, por carta, fax ou e-mail (ouvidoriaeleitoral@oabmg.org.br). O endereço das seções da OAB estão no site da ordem: www.oabmg.org.br. Denúncias anônimas não serão aceitas. A ouvidoria, no entanto, garante o sigilo dos dados pessoais de quem apontar as irregularidades. Na capital a Ordem vai contar com dois integrantes da OAB Jovem para receber as denúncias. No interior, um funcionário de cada uma das seções ficará encarregado de receber as suspeitas de irregularidades. 

Mais Sobre Política - Nacional

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

A deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) cobrou do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) a votação, antes que encerre o prazo, da Medida Provisórias cri

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Por unanimidade e em ambiente virtual, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e manteve a decisão, tomada

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Neste ano e meio que ele está preso, não tive condições de viajar a Curitiba e fiquei esperando o amigo sair da prisão para poder falar com ele, certo

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p