Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

OAB: credibilidade nas instituições políticas está no fundo do poço


Agência O GloboBRASÍLIA - O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Roberto Busato, comentou as novas denúncias de corrupção envolvendo agentes públicos. Para Busato, "credibilidade nas instituições políticas brasileiras chegou ao fundo do poço e o Brasil vive hoje um dos momentos mais dramáticos de sua história".Busato disse ainda que no atual cenário político cabe à magistratura e à advocacia preservar a legalidade e não deixar que a descrença contamine a situação política ao ponto que ela descambe para o autoritarismo. "Sabemos que sem credibilidade nenhum regime se sustenta; sem credibilidade, o Estado democrático de Direito corre sérios riscos. O descrédito das instituições estimula a aventura autoritária, cujas conseqüências danosas à nossa República já as viveu sucessivas vezes, desde sua origem", afirmou Busato.

Mais Sobre Política - Nacional

 Mariana Carvalho comemora lei que permite inclusão dos servidores de ex – territórios nos quadros da União

Mariana Carvalho comemora lei que permite inclusão dos servidores de ex – territórios nos quadros da União

Cerca de 3 mil aposentados e pensionistas, além de 800 servidores que passaram em concurso antes da mudança de território em Rondônia serão inclusos n

PML: crianças brasileiras são enjauladas nos EUA e Temer se cala

PML: crianças brasileiras são enjauladas nos EUA e Temer se cala

 TV 247- O programa Boa Noite 247 desta quarta-feira (20) destacou a absolvição da presidenta do PT, a senadora Gleisi Hoffmann, e a política de imigr

Tarifa de ônibus sobe para R$ 3,95 na cidade do Rio

A tarifa de ônibus urbano da cidade do Rio de Janeiro subiu hoje (21) de R$ 3,60 para R$ 3,95. O aumento foi autorizado na terça-feira (19) pela dese

Temer vai tirar R$1 bilhão do Fies, da Cruz Vermelha, das Apaes e das Santas Casas

Temer vai tirar R$1 bilhão do Fies, da Cruz Vermelha, das Apaes e das Santas Casas

Medida provisória prevê retirar recursos das loterias federais para o FNSP (Fundo Nacional da Segurança Pública); quem amargará o prejuízo será o Fies