Porto Velho (RO) quarta-feira, 4 de agosto de 2021
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Nutricionistas orientam clientes de mercado a consumir verduras e frutas



Marli Moreira
Agência Brasil


São Paulo - Desde sexta-feira (10), o Mercado Municipal de São Paulo está oferecendo a seus visitantes bem mais do que a rica variedade de alimentícios nacionais e importados à venda em suas lojas. Nesses três dias, os clientes do tradicional centro têm à sua disposição um grupo de nutricionistas e de estudantes de nutrição para prestar esclarecimentos e tentar conscientizá-los da importância do consumo de frutas, verduras e legumes para a saúde. Isso num local que tem entre suas atrações o pastel de bacalhau e o sanduíche de mortadela que, de tão recheado, é até difícil de morder.

O movimento, desenvolvido em conjunto pelo Conselho Regional de Nutrição – 3ª Região, que inclui São Paulo e Mato Grosso do Sul, e a prefeitura de São Paulo, faz parte de mais de 50 eventos no país referentes ao Dia Mundial da Alimentação, a ser comemorado no dia 16 em mais de 150 países. A data marca o surgimento da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO). Neste ano, a campanha tem como tema A Segurança Alimentar Mundial: os Desafios da Mudança Climática e a Bioenergia.

Dados do Ministério da Saúde, citados pelo conselho, indicam que a dieta do brasileiro é pobre em frutas, legumes e verduras e que apenas 17% da população consome, diariamente, as cinco porções desses grupos de alimentos recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Por meio de folhetos distribuídos a mais de dez mil pessoas, no Mercado Municipal de São Paulo, a equipe de nutricionista do Conselho e estudantes da Universidade São Camilo, informaram que “nada substitui os legumes, verduras e frutas”.

No elenco de benefícios, eles destacaram que, além de conter vitaminas e sais minerais, indispensáveis na formação da massa óssea, esses alimentos são baratos; ajudam no crescimento e desenvolvimento; favorecem o sistema muscular; não estragam os dentes; são saborosos; auxiliam na desintoxicação do organismo e na prevençãor contra o câncer e na manutenção de energia regular para o sistema nervoso central.

No informativo distribuído à população, também foi dado um alerta: a carência de vitaminas e minerais pode interferir em todo o funcionamento físico, mental e emocional e, na falta de ingestão, a pessoa pode ter dificuldade de eliminar gordura. Já as fibras presentes nesses alimentos favorecem a fermentação de boas bactérias, consideradas importantes para matar cândidas, fungos e más bactérias, na parede intestinal, prevenindo contra o câncer e outros doenças.

A escolha dos alimentos pelas cores, que indicam a presença de substâncias, como o betacaroteno (alaranjado) e o licopeno (vermelho), favorece a depuração, com a eliminação de substâncias pró-cancerígenas. As enzimas encontradas também nos três grupos de alimentos evitam a formação de gases.

“Essa campanha tem de ser desenvolvida durante o ano todo”, defende Edson Luis Soares Dias, nutricionista fiscal do Conselho Regional de Nutrição. Para facilitar o consumo, Dias observa que comprar os alimentos na época da safra sai mais barato. Em outubro, por exemplo, estão mais baratos ”o abacaxi pérola,a acerola e a banana que tem oferta o ano inteiro”. O nutricionista associaa o baixo consumo à falta de informação e à própria correria de quem trabalha fora de casa e tem pouco tempo para si. “Há pessoas que têm uma vida muito atribulada, saem de casa muito cedo e voltam só à noite”. Ele observou, porém que, se essas pessoas mudarem os hábitos”, poderão inserir frutas no cardápio no dia-a-dia.

Dias afirmou que a dieta precisa ser equilibrada: “Nada em excesso e com inclusão de itens variados.” As mães ou os pais devem ser os multiplicadores dos estímulos à dieta mais saudável, ensinando os filhos a consumir frutas, legumes e verduras, disse ele.

O advogado Gerson Santos Neto, um dos clientes abordados ao visitar o mercado, afirmou que o desconhecimento na forma de preparar verduras e legumes, por exemplo, é que leva muita gente a torcer o nariz para esses alimentos. “A maioria dos brasileiros não sabe preparar verduras e legumes e por isso prefere as carnes, para as quais basta um sal e uma pimenta para dar sabor.”

 

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu