Porto Velho (RO) sexta-feira, 17 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

No Turismo, Marta quer planejar Copa do Mundo


Chico de Gois e Germano Oliveira- Agência O GloboBRASÍLIA e SÃO PAULO - No dia em que três ministros tomaram posse, mais dois nomes foram confirmados para o Ministério do segundo governo Lula. O líder do governo na Câmara, José Múcio Monteiro (PTB-PE), anunciou a ida do ministro do Turismo, Walfrido Mares Guia, para o Ministério das Relações Institucionais, com a função de fazer a articulação política do governo. Mares Guia, que também é do PTB, vai para o lugar do petista Tarso Genro, empossado nesta sexta-feira como ministro da Justiça.A saída de Mares Guia do Turismo abre espaço para a entrada da ex-prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT) no Ministério. Segundo o Blog do Noblat, Gilberto Carvalho, chefe de gabinete do presidente da República, telefonou para a ex-prefeita de São Paulo convidando-a para uma audiência com Lula na próxima segunda-feira ao meio-dia, para que o convite seja formalizado. Marta diz a interlocutores que está disposta a aceitar o cargo.A ex-prefeita comemora, neste domingo, numa praia de São Paulo, ao lado do marido Luiz Favre, seus 62 anos de idade. Ela tem dito a amigos que uma das suas metas será preparar bem o Brasil para a Copa do Mundo em 2014, que acontecerá no país. Isso significa que ela pode estar abrindo mão de disputar a prefeitura de São Paulo no ano que vem para ficar no Ministério até 2010. Daí, decide se seria candidata à governadora de São Paulo ou a presidente da República.Na manhã de sexta, o presidente deu posse a três ministros: José Gomes Temporão, no lugar de Agenor Alves, na Saúde; Geddel Vieira Lima, na Integração Nacional, em substituição a Pedro Britto, cotado para assumir a nova Secretaria de Portos; além de Tarso no lugar de Márcio Tomaz Bastos.Líder nega mal estar com o PTJosé Múcio negou que a ida de Mares Guia para o ministério signifique algum tipo de derrota para qualquer outro partido. Segundo o líder, Mares Guia vai atender todos os partidos da base aliada.- Ninguém vai perder espaços. Virá para cá um ministro que discute com todos os partidos. Walfrido é uma unamidade. É um homem preparado que interessa ao PT, ao PMDB, ao PR e a todos - disse ele, que se reuniu com Lula no Palácio do Planalto.A declaração de José Múcio se refere às articulações mal-sucedidas feitas pelo PT para nomear um petista para o cargo. O ex-governador do Acre, Jorge Viana, e o ex-líder do partido na Câmara, Henrique Fontana (RS) eram cotados para a pasta.Indicado para o Ministério da Agricultura balança O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), também esteve com Lula, para discutir a indicação para o Ministério da Agricultura, do deputado Odílio Balbinotti (PR), que responde a processo por falsidade ideológica no Supremo Tribunal Federal (STF), o líder disse que é preciso aguardar a decisão do presidente Lula.- Está na hora de preservar nosso ministro e aguardar os acontecimentos - afirmou.Mais cedo, após a cerimônia de posse dos três novos ministros da Justiça, da Integração Nacional e da Saúde, o presidente do PMDB, Michel Temer, assegurou que o partido deixaria Lula à vontade para decidir sobre o destino de Balbinotti. O presidente disse que, por ora, a nomeação está mantida, mas como a posse está marcada apenas para a próxima quinta-feira, pode haver mudanças. Balbinotti, porém, já começa a perder o apoio de deputados da bancada de seu próprio partido, que falam em desistência o quanto antes para evitar mais desgaste.Além do Turismo, o PT também deverá ficar com o Ministério do Desenvolvimento Agrário. A corrente petista de esquerda Democracia Socialista, que já ocupa a pasta desde 2003, apresentou quatro nomes ao presidente: o atual ministro, Guilherme Cassel, Joaquim Soriano, secretário-geral do PT, Miguel Rossetto, que já ocupou a pasta, e o deputado Walter Pinheiro (PT-BA).O presidente ainda não escolheu o sucessor de Luiz Fernando Furlan, no Desenvolvimento, Indústria e Comércio. O empresário Jorge Gerdau e o executivo Maurício Botelho, presidente da Embraer, foram sondados, mas os contatos não prosperaram. PR não gosta da criação de Secretaria de Portos e ameaçaSobre Pedro Britto, que sai da Integração Nacional, o presidente disse que ele terá muito mais trabalho, numa indicação de que ele assumirá em breve a recém-criada Secretaria Nacional de Portos. Mares Guia vinha sendo cotado também para esta pasta. decisão de criar a Secretaria de Portos desagradou o PR. O líder do partido na Câmara, Luciano Castro (RR), afirmou, após a cerimônia de posse do novo ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), que o PR "não aceita ministério pela metade".- O Ministério dos Transportes foi uma oferta do presidente Lula e Alfredo Nascimento foi o escolhido. Nunca faltamos ao presidente da República, nosso partido sempre foi um dos mais leais. Nunca aceitamos que essa importante secretaria fosse tirada do ministério. - disse Castro.O líder do PR fez uma ameaça:- Se assim for, o Partido da República fica sem ministérios. Vamos participar do governo sem estar no governo. E o deputado Paulinho da Força (PDT-SP) disse ter recebido de Tarso Genro, numa rápida conversa na quarta-feira, a confirmação que o ministério reservado para o PDT é o da Previdência Social. O nome indicado pelo partido para o cargo é o do presidente do PDT, Carlos Lupi, que vem negando ter recebido convite oficial.

Mais Sobre Política - Nacional

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni