Porto Velho (RO) quarta-feira, 14 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

No meio da crise, despesa com o Judiciário aumenta em R$ 8,1 bilhões


No meio da crise, despesa com o Judiciário aumenta em R$ 8,1 bilhões  - Gente de Opinião

247 - Enquanto o país amarga uma as piores crises econômicas da sua história, com desemprego, estagnação e corrosão de salários, o gasto de todo o Poder Judiciário com folha de pagamento cresceu 11% (ou R$ 8,1 bilhões) de 2014, ano do início do golpe - com a recusa do candidato derrotado a presidente em aceitar o resultado das eleições - e que marca o início da crise econômica. No mesmo período, a economia do país retraiu 5,6%.

O relatório Justiça em Números 2018, feito pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), aponta que a despesa com salários, benefícios e penduricalhos na Justiça subiu acima da inflação.

O documento agrega e analisa dados das Justiças Estaduais, Federal, do Trabalho e Militar e dos tribunais estaduais, regionais e superiores, com exceção do STF (Supremo Tribunal Federal).

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "no ano passado, a remuneração custou R$ 82,2 bilhões ao país e bateu recorde. O montante representa 90,5% do Orçamento do Judiciário, distribuído a 448,9 mil funcionários."

Há quatro anos, segundo o jornal, "os gastos de ministros, desembargadores, juízes, servidores, trabalhadores terceirizados, estagiários e outros auxiliares da Justiça foram de R$ 74,1 bilhões, atualizados pela inflação."

O professor Luciano da Ros, do Departamento de Ciência Política da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) diz: "a Justiça brasileira tem uma enorme autonomia administrativa e financeira. Diversas decisões sobre gastos do Poder Judiciário são tomadas pelos próprios magistrados, como abertura de concursos e verbas indenizatórias". 

Mais Sobre Política - Nacional

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

JUÍZA SUBSTITUTA DE MORO NEGA PEDIDO DE LULA PARA SER INTERROGADO DE NOVO

A juíza federal substituta Gabriela Hardt negou, nesta terça-feira (13), o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que ele

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

A pasta seria ocupada inicialmente pelo general Augusto Heleno

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

O exame tem validade de cinco anos para condutores com menos de 65 anos.

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro e Boulos precisam decidir se querem dar um passo em frente ou dois passos atrás.