Porto Velho (RO) quarta-feira, 21 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

MP libera R$ 1,95 bi para compensar perdas com ICMS


Agência O GloboBRASÍLIA - O governo editou a Medida Provisória nº 328, que libera R$ 1,95 bilhão para compensar estados e municípios por perdas com a isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre exportações.A isenção é prevista na chamada Lei Kandir, que isenta do imposto a exportação de mercadorias não-industrializadas.O dinheiro liberado pelo governo federal na MP, editada na sexta-feira, vai servir como compensação para a isenção do imposto. A verba será liberada em três parcelas: a primeira, no valor de R$ 975 milhões, e as duas outras no valor de R$ 487,5 milhões.Pelo acordo feito entre a União e os estados exportadores, serão repassados neste ano R$ 3,9 bilhões. Caso haja excesso de arrecadação, o governo se comprometeu a destinar mais R$ 1,3 bilhão para a compensação prevista na chamada Lei Kandir.A MP prevê que será descontado, do recurso, as dívidas de municípios e estados com a União.

Mais Sobre Política - Nacional

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

O juiz federal Sergio Moro, que assumirá o Ministério da Justiça no próximo governo, confirmou hoje (20) os nomes dos delegados Maurício Valeixo pa

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, pretende criar uma Secretaria de Privatizações no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) par

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

É a primeira vez que o petista se torna réu em ação criminal

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

Em meio a reações como a do governo cubano que decidiu suspender a parceira com o Programa Mais Médicos, o presidente eleito Jair Bolsonaro voltou a