Porto Velho (RO) sexta-feira, 17 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Ministros do STF trocam anistia de políticos por ataques ao Ministério Público


Carolina Brígido - Agência O GloboBRASÍLIA - A sessão de ontem, quinta-feira, do Supremo Tribunal Federal (STF) estava inicialmente dedicada à discussão sobre se autoridades podem ser punidas em ações de improbidade administrativa, mas foi transformada em uma coletânea de ataques ao Ministério Público.Exaltado, o ministro Gilmar Mendes iniciou um debate sobre o uso político das ações de improbidade e desferiu críticas contundentes à atuação de procuradores. Citou especialmente os procuradores Guilherme Schelb, Luiz Francisco de Souza e Walquíria Quixadá. E chamou de "escandalosa" a ação proposta em dezembro passado pelos procuradores Raquel Branquinho e José Alfredo de Paula Silva contra o deputado Raul Jungmann (PPS-PE).- Raul Jungmann foi acusado escandalosamente em uma ação de improbidade no primeiro grau. Há uso político notório nessa caso. Por que o procurador-geral (da República) não propôs um inquérito criminal ao STF? Também nem preciso falar das histórias de Guilherme Schelb e Luiz Francisco. Nem preciso falar da dona walquíria quixadá - indignou-se Gilmar Mendes.O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, participava da sessão plenária e poderia ter pedido a palavra para defender a categoria, mas ficou calado diante das afirmações do ministro. A decisão sobre a abrangência da ação por improbidade administrativa, que aguarda uma posição do STF desde 2002, foi mais uma vez adiada. Dessa vez, por um pedido de vista do ministro Eros Grau.

Mais Sobre Política - Nacional

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni