Porto Velho (RO) sábado, 7 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Ministério da Cultura e BC vão cortar salário de grevistas


Jailton de Carvalho - Agência O GloboBRASÍLIA - O ministro da Cultura, Gilberto Gil, e presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, decidiram suspender o pagamento dos dias em que os funcionários dos dois setores estiverem de braços cruzados, informa a reportagem publicada nesta quinta-feira no jornal O Globo. Analistas e técnicos do BC estão em greve desde o dia 3. Servidores do Ministério da Cultura iniciaram protestos por reajuste salarial na segunda-feira. O presidente do Ibama, Bazileu Alves, também decidiu notificar os diretores da Associação Nacional dos Servidores do órgão para que a entidade cumpra ordem judicial e garanta a permanência no trabalho de pelo menos 50% dos servidores. Bazileu e a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, ainda não decidiram se vão cortar o ponto dos grevistas. Em café manhã com deputados da Frente Parlamentar Ambientalista da Câmara, a ministra defendeu a divisão do órgão, e afirmou que as mudanças no Ibama não vão "facilitar, nem prejudicar" a liberação de licenças para implantação de empreendimentos.No início da semana o ministro Gilberto Gil disse que não via motivos para o corte de ponto dos servidores. Mas, no fim da tarde desta quarta-feira, o secretário-executivo do ministério, Juca Ferreira, informou que os servidores que estão em greve terão o ponto cortado, como prevê a lei.Servidores do BC mantêm paralisaçãoOs servidores do Banco Central (BC) decidiram manter a greve por tempo indeterminado após mais uma tentativa frustrada de acordo com o Ministério do Planejamento. Os funcionários reclamam diferenças salariais médias de 30%. Parte dessas diferenças já foram negociadas entre os servidores e o governo, em 2005.O governo federal propôs na noite de terça-feira pagar em três parcelas a correção salarial: em janeiro e maio do ano que vem e a última parcela em janeiro de 2009. O sindicato da categoria só aceita acordo que contemple, ao menos, uma parcela do pagamento das diferenças ainda neste ano. Parte dos servidores do BC já confirmou em assembléias estaduais a manutenção do movimento grevista.O BC informou que cortará o ponto dos servidores em greve. As faltas já estão sendo computadas desde o início do protesto, no começo do mês. O risco de corte de ponto está sendo encarado com naturalidade pelos líderes sindicais:- Isso não nos preocupa - disse o presidente do Sindicato Nacional dos Servidores do Banco Central em Brasília, Paulo de Tarso Calovi.

Mais Sobre Política - Nacional

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

Jaqueline Cassol cobra votação da MP que garante Revalida

A deputada federal Jaqueline Cassol (PP-RO) cobrou do presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) a votação, antes que encerre o prazo, da Medida Provisórias cri

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Supremo Tribunal Federal mantém decisão que proíbe gestantes em atividade insalubre

Por unanimidade e em ambiente virtual, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e manteve a decisão, tomada

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Boa notícia: Lula dará ao velho amigo 1ª entrevista fora da prisão

Neste ano e meio que ele está preso, não tive condições de viajar a Curitiba e fiquei esperando o amigo sair da prisão para poder falar com ele, certo

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p