Porto Velho (RO) sábado, 31 de julho de 2021
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Militares só vão depor em CPI com aval da Aeronáutica


Maria Lima - Agência O Globo BRASÍLIA - O comando da Aeronáutica vai controlar os depoimentos dos militares convocados a depor na CPI do Apagão Aéreo da Câmara. Como é a primeira vez que altos oficiais e sargentos controladores de vôo poderão se sentar perante uma CPI, o brigadeiro Átila Maia se reuniu nesta segunda-feira com o presidente da comissão, Marcelo de Castro (PMDB-PI), para acertar procedimentos especiais, de modo a não ferir a hierarquia de comando da Força. O brigadeiro alertou sobre a necessidade de os ofícios com as convocações de militares terem que passar pelo crivo do brigadeiro Juniti Saito, comandante da Aeronáutica. Caberá a ele autorizar o comparecimento dos convocados e compatibilizar os depoimentos com a agenda dos militares requisitados. O assessor da Aeronáutica disse que, por enquanto, os controladores não receberam uma orientação formal do comando sobre como se comportar nos depoimentos. - Do lado da alta administração estamos tranqüilos. Não há nada que não possa ser dito ou divulgado. Vamos abrir tudo, os cindactas e qualquer destacamento por este país afora que a comissão queira visitar. Mas ninguém é obrigado a plantar provas contra si. Nesse caso, o silêncio é uma boa, tanto para os controladores como para qualquer pessoa nessa situação. Eles têm seus advogados e devem estar sendo orientados por eles - disse o brigadeiro Maia, que comparecerá a todas as sessões da CPI da Câmara, e também do Senado, caso seja instalada. Além do ministro da Defesa, Waldir Pires, os 30 requerimentos de convocação já apresentados pela oposição incluem representantes militares dos controladores de vôo, o presidente da comissão de investigação interna da Aeronáutica sobre o acidente com o avião da Gol - no qual morreram 154 pessoas, ano passado -, coronel Rufino Antonio da Silva Ferreira, e o presidente da Infraero, José Carlos Pereira. Pode ainda ser convocado o coronel Carlos Eurico Peclat, que preside o inquérito policial militar sobre o motim dos controladores de vôo. Segundo o brigadeiro Maia, o comando da Aeronáutica não pretende vetar depoimento algum. Os controladores de vôo que, direta ou indiretamente tiveram alguma ligação com o acidente da Gol, já sabem que podem ser convocados pela CPI. ( Leia a reportagem completa na edição desta terça do Globo Digital)

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu