Domingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Marco Aurélio: regras para avaliar impugnações são preço da democracia


Raquel Miura - Agência O Globo BRASÍLIA - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Marco Aurélio Mello, foi mais cuidadoso ao comentar as impugnações das candidaturas baseadas em denúncias de corrupção ainda em julgamento pela Justiça. Ele, que em outras ocasiões defendeu o princípio da moralidade como um elemento importante para esse tipo de avaliação, disse, nesta segunda-feira, durante o programa Roda Viva, que o futuro desses candidatos vai depender do julgamento da Justiça Eleitoral. - Ganhará quem tiver o direito ao seu lado. Precisamos aguardar a decisão do TSE. As regras são preço da democracia - afirmou Mello. No Tribunal Superior Eleitoral (TSE) existem 754 recursos contra decisões de tribunais regionais de candidaturas que têm de ser julgadas até o dia 20 de setembro. O número pode crescer ainda mais porque o tribunal já recebeu 1.535 mil impugnações. Os candidatos citados tem de recorrer ao TSE se quiserem tentar alterar a situação. Conta ainda o fato de o Rio de Janeiro ainda não ter encaminhado à instância superior as suas impugnações. Segundo dados do tribunal, São Paulo apresenta o maior número de impugnações (449), muito acima das 121 oriundas de Minas Gerais e das 90 do Maranhão, segundo e terceiros colocados, respectivamente. Na mesma entrevista, Marco Aurélio negou que tenha pretensões políticase afirmou que permanecerá na magistratura até a aposentadoria. - Amo o que faço. Marco Aurélio defendeu o papel da Justiça eleitoral e negou o esgotamento do atual modelo fiscalizador. - A Justiça eleitoral age por provocação. É preciso que a matéria seja levada aos tribunais. Fiscais são os partidos e o Ministério Público.

Gente de OpiniãoDomingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Domingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)