Quarta-feira, 29 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Marco Aurélio: 'Quem tem algo a esconder não deve ser candidato'


Agência O Globo

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Marco Aurélio Mello, afirmou nesta quinta-feira que os eleitores devem analisar, no momento de votar, a vida passada do eleitor. Para ele, se há contra um determinado candidato fatos que o condenem, mesmo que ele não tenha sido condenado em última instância pela Justiça, isso deve ser considerado pelos eleitores.

- Pouco importa a existência ou não da decisão condenatória. O homem público é um livro aberto, está na vitrine, portanto, aquele que tem alguma coisa a esconder não deve se apresentar como candidato a cargo público - disse.

Marco Aurélio afirmou, no entanto, que a Justiça tem que cumprir a lei e não pode criar novas regras:

- A população precisa compreender que a atuação do Judiciário é vinculada ao direito posto. Não podemos substituir as regras existentes.

Ao participar de solenidade de homenagem à presidente do Supremo Tribunal Federal, Ellen Gracie, Marco Aurélio também criticou os candidatos que se apresentam no horário eleitoral gratuito com discursos que não condizem com a verdade e fazem promessas que não podem cumprir. Segundo Marco Aurélio, a propaganda eleitoral é o espaço que o eleitor tem para conhecer os candidatos e julgá-los de acordo com suas verdadeiras histórias.

- Gostaria de aplicar o Código de Defesa do Consumidor contra a propaganda enganosa - ironizou o ministro, acrescentando:

- Isso (propaganda enganosa) sempre ocorrerá, mas nós não somos ingênuos. Não subestimem o povo brasileiro. O eleitorado tem que aproveitar o programa para examinar o perfil dos candidatos, não só analisar o que estão falando, mas também a vida pregressa dos candidatos.

Na última segunda-feira, Marco Aurélio referiu-se de forma indireta à crise política que afeta parlamentares, como os escândalos do mensalão e dos sanguessugas, defendeu o voto consciente e conclamou os eleitores a não se omitirem e nem votar naqueles que não respeitam a lei. Toda a campanha institucional do TSE para as eleições deste ano faz um apelo para o necessário cuidado que o eleitor deve ter ao escolher seus candidatos.

Gente de OpiniãoQuarta-feira, 29 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Quarta-feira, 29 de maio de 2024 | Porto Velho (RO)