Porto Velho (RO) sábado, 25 de maio de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Marco Aurélio: 'Quem tem algo a esconder não deve ser candidato'


Agência O Globo

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Marco Aurélio Mello, afirmou nesta quinta-feira que os eleitores devem analisar, no momento de votar, a vida passada do eleitor. Para ele, se há contra um determinado candidato fatos que o condenem, mesmo que ele não tenha sido condenado em última instância pela Justiça, isso deve ser considerado pelos eleitores.

- Pouco importa a existência ou não da decisão condenatória. O homem público é um livro aberto, está na vitrine, portanto, aquele que tem alguma coisa a esconder não deve se apresentar como candidato a cargo público - disse.

Marco Aurélio afirmou, no entanto, que a Justiça tem que cumprir a lei e não pode criar novas regras:

- A população precisa compreender que a atuação do Judiciário é vinculada ao direito posto. Não podemos substituir as regras existentes.

Ao participar de solenidade de homenagem à presidente do Supremo Tribunal Federal, Ellen Gracie, Marco Aurélio também criticou os candidatos que se apresentam no horário eleitoral gratuito com discursos que não condizem com a verdade e fazem promessas que não podem cumprir. Segundo Marco Aurélio, a propaganda eleitoral é o espaço que o eleitor tem para conhecer os candidatos e julgá-los de acordo com suas verdadeiras histórias.

- Gostaria de aplicar o Código de Defesa do Consumidor contra a propaganda enganosa - ironizou o ministro, acrescentando:

- Isso (propaganda enganosa) sempre ocorrerá, mas nós não somos ingênuos. Não subestimem o povo brasileiro. O eleitorado tem que aproveitar o programa para examinar o perfil dos candidatos, não só analisar o que estão falando, mas também a vida pregressa dos candidatos.

Na última segunda-feira, Marco Aurélio referiu-se de forma indireta à crise política que afeta parlamentares, como os escândalos do mensalão e dos sanguessugas, defendeu o voto consciente e conclamou os eleitores a não se omitirem e nem votar naqueles que não respeitam a lei. Toda a campanha institucional do TSE para as eleições deste ano faz um apelo para o necessário cuidado que o eleitor deve ter ao escolher seus candidatos.

Mais Sobre Política - Nacional

Audiência Pública no Senado Federal debate violência nas escolas e as suas consequências

Audiência Pública no Senado Federal debate violência nas escolas e as suas consequências

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado Federal promove nesta terça-feira (14), às 9h, audiência pública para debater com especialist

Presidente Bolsonaro assina novas regras para atiradores e caçadores

Presidente Bolsonaro assina novas regras para atiradores e caçadores

O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje (7), em cerimônia no Palácio do Planalto, o decreto que regulamenta a posse, o porte e a comercialização de a

Villas Bôas diz que se Jair Bolsonaro fracassar, as forças armadas vão pagar a conta

Villas Bôas diz que se Jair Bolsonaro fracassar, as forças armadas vão pagar a conta

O ex-comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, que reagiu aos ataques aos militares, de Olavo de Carvalho, guru do presidente da República

Mariana reforça luta a favor de pacientes com doenças raras

Mariana reforça luta a favor de pacientes com doenças raras

A deputada Mariana Carvalho (RO) participou na quarta-feira (24) de debate promovido pela Comissão de Defesa da Pessoa com Deficiência sobre as dif