Domingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Marco Aurélio diz que vai dar continuidade a trabalho de Berzoini


Ilimar Franco e Maria Lima - Agência O Globo BRASÍLIA - O novo coordenador nacional da campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Marco Aurélio Garcia, disse nesta quinta-feira que assume a função para dar continuidade ao trabalho de coordenação que estava sendo feito pelo presidente do PT, Ricardo Berzoini. Marco Aurélio disse que o objetivo de seu trabalho é levar "nosso candidato à vitória em 1º de outubro" e, ao mesmo tempo, fazer um grande esforço para que os candidatos dos partidos que apóiam a candidatura de Lula tenham o melhor desempenho possível nas eleições para a Câmara e o Senado, para propiciar uma base parlamentar estável para o segundo mandato. Marco Aurélio disse que a saída de Berzoini da coordenação da campanha presidencial não implica qualquer suspeição sobre sua conduta no escândalo da compra de dossiês contra tucanos. Como explicou o presidente Lula em entrevista ao 'Bom Dia Brasil', da TV Globo, ele disse que Berzoini foi substituído porque seria difícil compatibilizar as tarefas de cordenador da campanha presidencial com a necessidade de dar explicações sobre o dossiê contra tucanos. Numa demonstração do apreço que o presidente do PT ainda gozaria junto ao governo e ao presidente Lula, Marco Aurélio revelou que votará em Berzoini para deputado federal em São Paulo. - O presidente Lula insiste que nós necessitamos levar a investigação do dossiê até as últimas conseqüências. Repudiamos essa operação que algumas pessoas levaram adiante. Não faz parte da conduta do presidente Lula bisbilhotar a vida alheia. Repudiamos de forma muito enfática esses métodos - disse. O novo coordenador lembrou que quando foi forjado o dossiê Cayman, que envolvia José Serra, Fernando Henrique Cardoso, Mário Covas e Sérgio Mota em operações suspeitas, a atitude de Lula foi cristalina. Segundo ele, Lula se recusou a fazer uso do dossiê e pediu ao então advogado Márcio Thomaz Bastos que comunicasse o fato ao PSDB. Marco Aurélio disse ainda que seria uma 'estupidez enorme', dada a tranqüilidade que o presidente Lula tem nas pesquisas de intenção de voto, envolver-se numa 'operação atrapalhada' que pudesse provocar prejuízos eleitorais. Marco Aurélio disse que a campanha manterá sua linha de serenidade, "uma linha propositiva", e que a campanha de Lula foi a única que apresentou programa de governo com "começo, meio e fim", há mais de 30 dias. Segundo ele, os outros candidatos, como o do PSDB, Geraldo Alckmin, está apresentando um programa na última hora por pressão da imprensa. Marco Aurélio informou ainda que pediu férias de 30 dias do Palácio do Planalto para assumir a coordenação da campanha. Ele disse que desde o início do governo Lula não havia pedido férias.

Gente de OpiniãoDomingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Domingo, 14 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)