Porto Velho (RO) domingo, 20 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Marco Aurélio acusa CNJ de interferir no TSE


Evandro Eboli - Agência O GloboBRASÍLIA - Durante reunião do plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) que discutia o fim das férias coletivas para os juízes, o ministro Marco Aurélio Mello, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), fez duras críticas ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), presidido pela ministra Ellen Gracie, que também preside o STF. A ministra não participava da sessão. Segundo Marco Aurélio, o CNJ teria feito uma interferência indevida no repasse de recursos da União para o TSE. Ele disse que está vivendo um incidente com o CNJ.A irritação de Marco Aurélio foi provocada por um ofício enviado no dia 4 pelo CNJ ao diretor-geral do TSE, Athayde Fontoura, informando que os recursos a serem repassados ao Tribunal seriam de cerca de R$ 60 milhões. O ofício foi enviado pelo juiz auxiliar da presidência do CNJ Sérgio Renato Garcia. Ao se referir ao juiz, Marco Aurélio disse que o ofício foi enviado por "um certo magistrado se declarando como juiz auxiliar da presidência".Marco Aurélio disse que chegou a enviar um ofício à presidente do CNJ dizendo que o valor acordado não era aquele e que foi alterado sem o prévio conhecimento TSE. Disse ainda que a matéria não é atribuição do CNJ.- Estou a viver, como ministro do TSE, um incidente com o CNJ. O ofício foi dirigido ao diretor-geral do TSE. Ainda bem que não se dirigiu ao presidente porque seria devolvido. O CNJ agiu como se tivesse a chave da Casa da Moeda para aportar créditos adicionais - afirmou.

Mais Sobre Política - Nacional

GENTE QUE MUITO PULA

GENTE QUE MUITO PULA

É melhor ficar quieto e deixar que pensem que você talvez tenha errado do que mexer-se e tirar a dúvida

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos