Porto Velho (RO) segunda-feira, 18 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Madeira ilegal apodrece no Pará


Agência O Globo BELÉM - Uma grande quantidade de madeira extraída ilegalmente da floresta amazônica, e apreendida em operações da polícia e do Ibama, está apodrecendo e queimando no Pará. O descaso coincide com a divulgação dos primeiros contratos que permitem a exploração da floresta pela iniciativa privada em terras públicas.O Ibama realiza operações para tentar conter o desmatamento e quando consegue fazer alguma apreensão, não tem onde guardar as toras. O pátio do Ibama em Altamira, no oeste do Pará, está lotado com mais de mil metros cúbicos de madeira, o equivalente a 76 caminhões. Tudo está apodrecendo.No mesmo município, um carregamento de mogno apreendido durante uma fiscalização e que estava em uma serraria, foi queimado.Em setembro, na maior apreensão de 2006 no Pará, 15 mil metros cúbicos de várias espécies de árvores foram deixados no meio da floresta. O Ibama quer doar a madeira para a construção de casas, pontes e carteiras escolares mas não há previsão de quando essas toras serão retiradas da mata.Os primeiros quatro contratos de planos de manejo, todos localizados no Pará e feitos com base na nova lei de gestão de florestas públicas, prevêem a retirada das árvores da mata, sem destruir a floresta. Segundo o Ibama, os governos estaduais e o federal passam a oferecer contratos de concessão de uso para a iniciativa privada em áreas de floresta.- É um avanço porque dá a possibilidade de que uma atividade muito importante para a região possa ser feita de forma sustentável e de forma continuada - explica o engenheiro florestal da ONG Imazon Paulo Barreto.Ambientalistas são contra porque os contratos permitem que a floresta, mesmo em terras públicas, possa ser explorada por madeireiros. Muitas áreas são de difícil acesso e não têm fiscalização.- É um tiro de misericórdia. A floresta não tem mais solução - critica o ambientalista Camilo Viana.Pesquisadores que atuam na Amazônia afirmam que por ano são derrubadas 4,5 milhões de árvores da floresta. O próprio Ministério do Meio Ambiente reconhece que mais da metade da madeira tem origem ilegal.

Mais Sobre Política - Nacional

Crimes eleitorais: Senadores têm projeto para reverter decisão do STF

Crimes eleitorais: Senadores têm projeto para reverter decisão do STF

Um projeto de lei que pretende reverter a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre processos da Lava Jato que envolvem crimes eleitorais associ

OAB e ABRAJI repudiam a agressão de Bolsanaro à jornalista

OAB e ABRAJI repudiam a agressão de Bolsanaro à jornalista

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) emitiram uma nota conjunta repudiando o ataque fe

Damares: Governo exigirá cadastro de famílias que optem por ensino domiciliar

Damares: Governo exigirá cadastro de famílias que optem por ensino domiciliar

Crianças farão avaliações periódicas, diz ministra em exclusiva à EBC

Respeito elementar

Respeito elementar

Lula é preso comum e deveria estar num presídio comum