Porto Velho (RO) quinta-feira, 21 de junho de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula: vitória de Alckmin é a volta de quem 'mama no país'


Flavio Freire - Ana Paula de Carvalho - Agência O GloboCURITIBA e JOINVILLE (SC) - Um dia depois de a Polícia Federal apresentar um relatório parcial sobre a tentativa de compra por petistas de um dossiê contra tucanos, os candidatos a presidente, em campanha no Sul do país, voltaram a trocar acusações neste sábado. Enquanto o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que a vitória do seu adversário ( Geraldo Alckmin, do PSDB) representaria a volta de "uma minoria que mamou no país por 500 anos", o tucano afirmou que a campanha do presidente à reeleição "debocha do povo brasileiro".Em comício em Curitiba, o presidente atacou a imprensa, por dar espaço para "ladrão fazer denúncias", e completou que a oposição sabe que ele "não rouba":- Educação se aprende no berço. Não preciso ofender nenhum adversário para vencer a eleição. Vou me manter com o comportamento digno de um presidente da República, altivo e sabedor do ódio que eles têm. Eles sabem que não roubo nem roubei - disse Lula, em discurso na Boca Maldita, no centro de Curitiba.Já o candidato do PSDB a presidente, Geraldo Alckmin, afirmou neste sábado que a campanha do PT debocha do povo brasileiro ao não ter interesse em revelar a origem do dinheiro que seria usado por petistas na compra de um dossiê contra candidatos tucanos. Ao chegar pela manhã a Joinville, onde fez uma carreata, Alckmin disse que a eleição não pode terminar sob suspeição.- Eu espero que isso não ocorra, porque é crime e envolve uma fortuna de dinheiro. Mas é óbvio que todos eles sabem a origem do dinheiro, e que deve ser pior falar a verdade do que esconder. Estão debochando do povo brasileiro - afirmou tucano, para quem "cabe à polícia apresentar à sociedade rapidamente isso".- Estão surgindo fatos novos, e eu espero que sejam esclarecidos rapidamente.Para Alckmin, é grave o fato de o chefe de gabinete do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Gilberto Carvalho, ter ligado para Jorge Lorenzetti antes mesmo de Lorenzetti ter seu nome envolvido nas denúncias para a compra do dossiê.- Estão escondendo a verdade do povo com mentiras, omissão e conivência com casos graves. Tudo indica que é dinheiro da corrupção.Lula disse que seu projeto de governo prevê a inclusão social, enquanto a do PSDB representaria um retrocesso para o país:- O que está em jogo são dois projetos e o povo tem de ver o que está por trás do outro projeto (de Geraldo Alckmin). O projeto do meu adversário é o país voltar a ser governado por uma minoria que mamou no país por 500 anos.O petista voltou a criticar a cobertura da imprensa nessas eleições. Segundo ele, a imprensa poderia ter "contribuído" para divulgar os projetos e programas que deram certo no atual governo.- Não se pode viver a vida inteira subordinada a futricas, onde a gente vê ladrão denunciando e saindo nos jornais todos os dias - disse Lula, que deixou o local sem dar entrevistas.Segundo a Polícia Militar, cerca de 25 mil pessoas acompanharam o comício. Lula estava ao lado dos ministros da Casa Civil, Dilma Roussef, e do Planejamento, Paulo Bernardo.

Mais Sobre Política - Nacional

 Mariana Carvalho comemora lei que permite inclusão dos servidores de ex – territórios nos quadros da União

Mariana Carvalho comemora lei que permite inclusão dos servidores de ex – territórios nos quadros da União

Cerca de 3 mil aposentados e pensionistas, além de 800 servidores que passaram em concurso antes da mudança de território em Rondônia serão inclusos n

PML: crianças brasileiras são enjauladas nos EUA e Temer se cala

PML: crianças brasileiras são enjauladas nos EUA e Temer se cala

 TV 247- O programa Boa Noite 247 desta quarta-feira (20) destacou a absolvição da presidenta do PT, a senadora Gleisi Hoffmann, e a política de imigr

Tarifa de ônibus sobe para R$ 3,95 na cidade do Rio

A tarifa de ônibus urbano da cidade do Rio de Janeiro subiu hoje (21) de R$ 3,60 para R$ 3,95. O aumento foi autorizado na terça-feira (19) pela dese

Temer vai tirar R$1 bilhão do Fies, da Cruz Vermelha, das Apaes e das Santas Casas

Temer vai tirar R$1 bilhão do Fies, da Cruz Vermelha, das Apaes e das Santas Casas

Medida provisória prevê retirar recursos das loterias federais para o FNSP (Fundo Nacional da Segurança Pública); quem amargará o prejuízo será o Fies