Porto Velho (RO) terça-feira, 13 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula sobre FH: 'Ele não deveria instigar'


Agência O GloboRIO - Cumprindo uma promessa feita logo depois de proclamado reeleito, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva concedeu nesta segunda-feira uma série de pequenas entrevistas às principais emissoras de TV. Ao Jornal Nacional, da Rede Globo, Lula afirmou que os projetos para o próximo mandato só são possíveis graças à política econômica do primeiro mandato, que pretende implementar correções no Bolsa Família e que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso "fica instigando".Leia abaixo alguns pontos da entrevista:- "Era Palocci": Lula reafirmou que não há o que se possa chamar de "Era Palocci" e que a política econõmica sempre foi do governo , e não deste ou aquele integrante do ministério. O presidente disse ainda que, se hoje podemos afirmar que o Brasil pode crescer e se desenvolver, é em conseqüência da política econômica do primeiro mandato.- Controlar a inflação e manter uma política fiscal rígida foi uma necessidade.- Programas sociais: Para o presidente, o Bolsa Família deve sofrer reajustes e correções. Ele enfatizou que no segundo mandato os programas chamados de "portas de saída" - iniciativas de geração de renda e inclusão econômica - terão mais atenção, para promover a emancipação dos mais pobres dos programas assistenciais.- O Bolsa Família vai continuar existindo até não ser mais necessário. Nós precisamos exterminar a miséria no país.- Oposição e Congresso: Lula repetiu que "governo é governo, oposição é oposição", deixando claro que sabe que enfrentará resistências, mas afirmou que os interesses da Nação.- Eu não tenho projetos de interesse pessoal. O Congresso terá que votar não por ser uma proposta do presidente, mas por que é de interesse de milhões , e nós vamos ter que ser mais responsáveis do que já fomos até aqui.A crítica mais dura foi dirigida ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, a quem Lula acusou de colaborar para que as coisas não dêem certo.- Lamento profundamente que o ex-presidente, que deveria ter um pensamento muito mais positivo em relação ao Brasil, vive instigando para que as coisas não dêem certo.

Mais Sobre Política - Nacional

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

Bolsonaro anuncia o general Fernando Azevedo e Silva para a Defesa

A pasta seria ocupada inicialmente pelo general Augusto Heleno

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

Projeto de Mariana Carvalho isenta motorista de novos exames dentro da validade da CNH

O exame tem validade de cinco anos para condutores com menos de 65 anos.

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro, Boulos e os rumos dos progressistas

Haddad, Ciro e Boulos precisam decidir se querem dar um passo em frente ou dois passos atrás.

O presidente eleito Jair Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília

O presidente eleito Jair Bolsonaro intensifica processo de transição esta semana em Brasília

Previdência, nomeação de ministros e reajuste estão na agenda