Porto Velho (RO) segunda-feira, 30 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula se cala sobre caos aéreo e manda Paulo Bernardo receber controladores


Chico de Gois e Luiza Damé - Agência O Globo BRASÍLIA - O Palácio do Planalto informou na noite desta segunda-feira que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não fará um pronunciamento sobre o caos aéreo, como se chegou a cogitar. Lula reuniu-se à tarde com o ministro da Defesa, Waldir Pires, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, o comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, e com brigadeiros da Aeronáutica. De acordo com o Palácio, Lula reiterou, na reunião, que "o país não pode ficar refém de movimentos irresponsáveis como este". Além disso, ainda segundo o Planalto, o governo discutiu "medidas para garantir o retorno à plena normalidade das operações do tráfego aéreo", embora não tenha detalhado que medidas são essas. O Planalto informou que o comandante Saito "confia que os controladores de vôo cumprirão suas obrigações, respeitando o direito de ir e vir das pessoas". Nesta terça-feira, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, irá receber os controladores para conversar sobre suas reivindicações. Eles não serão recebidos pelo presidente Lula, como queriam. Depois da reunião com Saito, Waldir e Dilma, Lula se reuniu também se reuniu com os comandantes do Exército, Aeronáutica, Marinha e o próprio Waldir. O Palácio não informou sobre o que trataram. Controladores do Rio e Brasília em estado de greve Os controladores de tráfego aéreo estão em estado de greve. A decisão, tomada em assembléia geral, foi anunciada no Rio de Janeiro. A reunião durou mais de duas horas e os controladores de vôo do Rio de Janeiro vão permanecer em estado de greve por 15 dias. A decisão não deve atrapalhar o funcionamento dos aeroportos. Os controladores querem que o setor deixe de pertencer à Aeronáutica e exigem aumento salarial. A decisão vai ser seguida pelos controladores de Brasília, segundo o presidente nacional do Sindicato dos controladores de vôo. STF: punição para controladores e indenização para consumidor O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu punição severa para os controladores de vôo que cruzaram os braços na sexta-feira passada. Ele entende que foi um delito muito grave porque "feriu de modo profundo dois valores da instituição: disciplina e hierarquia". Para Celso de Mello, há outras maneiras de se manifestar. Segundo ele, os consumidores que se sentiram lesados por danos morais ou materiais provocados pela paralisação poderão entrar com ações judiciais contra a União para pedir a reparação do prejuízo.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu