Porto Velho (RO) quarta-feira, 16 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula quer construir mandato da convergência e vai falar com Serra e Aécio


Cristiane Jungblut - Agência O GloboBRASÍLIA - Durante uma rápida entrevista no Palácio do Planalto, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta terça-feira que ficou muito satisfeito com o encontro de hoje com o PDT e que a formação de um governo de coalizão será uma "experiência nova" no país. Lula afirmou que o "mandato da divergência acabou" e confirmou que vai chamar, em breve, os governadores tucanos eleitos de São Paulo, José Serra, e de Minas Gerais, Aécio Neves, para uma conversa. Os encontros serão individuais e devem ocorrer até meados de dezembro, embora o presidente ainda não tenha definido o dia certo.- Esse mandato acabou, o mandato da divergência acabou e agora a gente pode construir o mandato da convergência. E o PDT é uma peça fundamental. Vou chamá-los (Serra e Aécio) para conversar porque eles são meus amigos, antes de tudo - disse Lula aos jornalistas, depois de participar de uma cerimônia em que entregou títulos de posse a nove comunidades Quilombola.Lula disse que não discutiu cargos com o PDT e, sim, a participação do partido no chamado governo de coalizão. - Discutimos política pública de crescimento e desenvolvimento da economia. Foi uma boa reunião. As pessoas estão se dando conta que a tarefa de construir o Brasil não é de um partido político e de uma pessoa. É uma experiência nova no Brasil governar com coalizão. Mas o que ficou provado do processo eleitoral é que o povo conseguiu saber o que era turbulência de verdade, o que era encenação política, o que era jogo eleitoral. O povo deu uma lição de sabedoria política em todos nós e temos que apreender isso - disse Lula, ressaltando que PDT e PT têm uma relação histórica "muito profunda".

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul