Porto Velho (RO) quarta-feira, 16 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula diz que não será fiel da balança no PT


Agência O Globo SÃO FRANCISCO DO CONDE e SALVADOR - O presidente Luiz Inácio Lula a Silva afirmou na Bahia que não será o fiel da balança nas disputas internas do PT e disse esperar maturidade do partido, no encontro do Diretório Nacional, que prossegue neste sábado. Durante a semana, o partido viveu um acirramento da relação conflituosa entre o Campo Majoritário - que controla o partido há 12 anos - e líderes de outras tendências, como o ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, que defendem a chamada "refundação" do PT e uma redistribuição interna de poder.Lula negou que pretenda ter o papel de árbitro nessa disputa:- Não, porque não precisa ter fiel da balança. O Brasil, o PT tem maturidade suficiente. Afinal de contas, o PT completa 27 anos de idade. Essas brigas acontecem todo ano, em todo encontro, em toda convenção. É um partido democrático, que tem grupos que apresentam suas teses. Essas teses são debatidas. No final, vai ter um documento, e o documento será o documento do bom senso, o documento do possível, o documento da maturidade - afirmou.Lula, no entanto, acabou conseguindo uma trégua. Assuntos mais polêmicos e que vêm dividindo o partido - como a proposta de "refundação" da legenda, defendida pelo ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, e a anistia para o ex-ministro e deputado cassado José Dirceu - não serão discutidos no encontro de Salvador. Também não serão abordados no documento. Essas discussões ficaram para o III Congresso Nacional do partido, marcado para junho.Diretório deve aprovar resolução atacando decisão do CopomApesar dos pedidos de Lula para que a reunião do diretório nacional do PT fosse apenas festiva, o partido deve aprovar uma resolução política na qual critica a última decisão do Conselho de Política Monetária (Copom) de reduzir em apenas 0,25% a taxa básica de juros. Sem citar Meirelles nominalmente, o documento vai pedir que a equipe econômica esteja alinhada com o programa do PT e, especificamente, com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O responsável pela redação é o presidente do partido, deputado Ricardo Berzoini (SP), que procurou poupar Meirelles, fazendo críticas pontuais e mostrando apenas apreensão com o câmbio e os juros,O texto que deverá ser aprovado hoje foi discutido previamente pela comissão política do PT, da qual participam todas as correntes com assento na executiva nacional, e deve ser aprovado por consenso. A idéia é colocar o PAC no centro do debate, como um fator de união do partido, e cobrar uma política econômica condizente com as metas do programa.Lula, que já estava na Bahia desde o início do dia, participou na noite de sexta do jantar de aniversário de fundação do PT. Antes, o presidente participou da cerimônia de lançamento da campanha contra exploração sexual de crianças e adolescentes e da assinatura de convênio entre o governo da Bahia e o Ministério dos Transportes para a elaboração de projetos para a construção da Via Expressa Portuária.Neste sábado, Lula vai continuar na Bahia e deve almoçar com todos os governadores petistas (Bahia, Sergipe, Acre, Piauí e Pará) que estão em Salvador para a reunião do Diretório Nacional do PT. À noite, haverá uma grande festa popular para festejar os 27 anos do partido, com direito a shows, comida e bebida.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul