Porto Velho (RO) segunda-feira, 18 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula diz que adversários "estão babando de raiva"


Maria Lima, Cristiane Jungblut - Agência O GloboBRASÍLIA - Durante o comício da noite desta quarta-feira (6), em Ceilândia, maior colégio eleitoral do Distrito Federal, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva endureceu o discurso contra seus adversários. Sob uma forte chuva, discursando para cerca de três mil pessoas, Lula disse que seus adversários estão babando de raiva e que se for reeleito vai fazer em oito anos mais do que a oposição do PSDB faria em 20 ou 30 anos.Lula fez uma crítica indireta aos economistas que apontam o fraco desempenho da economia.- Acho bonito os economista. Eles falam tantos números e nem sempre verdadeiros. Eu queria ser economista - ironizou Lula.O presidente abriu seu discurso defendendo a eleição dos candidatos de sua coligação. Ao defender a candidata petista ao governo do DF, Arlete Sampaio, o presidente Lula acabou utilizando uma metáfora que o coloca em desvantagem em relação à candidatura de Heloísa Helena, do PSOL. Segundo Lula, as mulheres têm mais capacidade para administrar o dinheiro público.- Brasília recebe R$ 6 bilhões do governo federal por ano. Está na hora de colocar uma mulher para tomar conta desse dinheiro. Por mais sério que seja o homem, ele não tem o sentido maternal de tomar conta do filho (do dinheiro público).Disse ainda que o problema dos governantes brasileiros é que eles governam com a "inteligência da cabeça". Para Lula, é preciso governar com a "inteligência do coração".- Esses dias eu estava lendo a história dos presidentes do Brasil. Foram 12 advogados, vários professores, fazendeiros, empresários. Tem até um presidente que já leu em um ano, mais livros do que eu li em três. Sou o único que não tenho diploma, mas uma coisa eu quero dizer. Com a fé que tenho em Deus, digo que metade dos presidentes não conheceu o que eu conheço da alma do povo. Esse país nunca dará certo se as pessoas continuarem governando apenas com a inteligência da cabeça. É preciso governar com a inteligência do coração - disse Lula.Lula comentou ainda sobre a lealdade de seus companheiros. Ele citou o ex-ministro dos Esportes e candidato ao Senado, Agnelo Queiroz, como exemplo de lealdade.- Companheiro para estar apenas na hora da festa é muito fácil. Quero ver os companheiros que vão ficar para limpar a mesa da festa que está suja.Segundo Lula, a política quando é realizada com seriedade sempre terá seguidores.- A política quando é feita com seriedade, ela tem seguidor. Tem muita gente que critica a política, mas quando não tem a política, o que vem no lugar é muito pior.Ainda ao falar de lealdade, Lula cometeu um ato falho no discurso, ao elogiar a candidata petista ao governo do Distrito Federal, Arlete Sampaio.- Essa mulher só tem um defeito: a lealdade, a lealdade, a ética e a vontade de trabalhar.Sete de Setembro vermelho -Os mestres de cerimônia do comício iniciaram a noite convidando o público para prestigiar o desfile oficial do Sete de Setembro, nesta quinta, em Brasília. O presidente Lula ainda não havia chegado ao comício quando o animador Zunga, integrante da direção da Central Única dos Trabalhadores (CUT) no DF, disse que pretende fazer uma festa vermelha durante o desfile da independência.- Vamos lotar a Esplanada. Precisamos deixar o Distrito Federal vermelho, como já fizemos no passado. Foi esse retirante de Garanhuns quem devolveu a nós o orgulho de sermos brasileiro, por isso a importância de cada cidadão, cada cidadã de Brasília estar lá - disse Zunga.Lula dividiu o palanque com mais um aliado político acusado de envolvimento com os recentes escândalos de corrupção, o candidato a deputado federal Geraldo Magela (PT), que foi acusado de envolvimento no escândalo Waldomiro Diniz. Ele teria recebido R$ 100 mil para ajuda com gastos de campanha.

Mais Sobre Política - Nacional

Crimes eleitorais: Senadores têm projeto para reverter decisão do STF

Crimes eleitorais: Senadores têm projeto para reverter decisão do STF

Um projeto de lei que pretende reverter a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre processos da Lava Jato que envolvem crimes eleitorais associ

OAB e ABRAJI repudiam a agressão de Bolsanaro à jornalista

OAB e ABRAJI repudiam a agressão de Bolsanaro à jornalista

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) emitiram uma nota conjunta repudiando o ataque fe

Damares: Governo exigirá cadastro de famílias que optem por ensino domiciliar

Damares: Governo exigirá cadastro de famílias que optem por ensino domiciliar

Crianças farão avaliações periódicas, diz ministra em exclusiva à EBC

Respeito elementar

Respeito elementar

Lula é preso comum e deveria estar num presídio comum