Porto Velho (RO) sexta-feira, 3 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula diz estar inspirado em Gandhi para não perder a tranqüilidade


Cristiane Jungblut, Agência O Globo VALPARAÍSO (GO) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, na noite de quinta-feira, durante seu comício, que está se inspirando no líder indiano Mahatma Gandhi para reagir, "com tranqüilidade", aos ataques do PSDB e do candidato Geraldo Alckmin. No entanto, a exemplo do tom de seu programa de TV, Lula atacou o adversário tucano, dizendo que o projeto do PSDB é de vender "tudo, até mesmo o que não lhes pertence" e que o governo do PSDB no passado "desgraçou e empobreceu o país". Em seu palanque, estavam líderes estaduais do PMDB, como o prefeito de Goiânia, Íris Resende, e o candidato do partido ao governo estadual, senador Maguito Vilela. - Uma pessoa que me orienta é uma pessoa chamada Mahatma Gandhi. Ofendiam a ele e ele não perdia a postura. Porque ele tinha um objetivo para libertar a Índia. E ele libertou. Ele cunhou a prática política de não violência. E eu tenho clareza do que significou nossa vitória neste país em 2002. Lula ironizou a proposta de Alckmin de vender o avião presidencial: - Meu adversário falou em vender o avião presidencial e eu não me incomodei. Porque aquela gente só sabe vender o que não é deles. Eles são capazes de passar na vida, ver um carro estacionado e vender. Depois, não entregam, mas eles vendem. Se dependessem deles trabalharem, o Brasil estava totalmente quebrado. - Se ele (Alckmin) quiser ficar nervoso e ofender e falar e decorar as coisas, pode fazer. Vamos agora para todos os debates, com a cara boa e tranqüila, para dizer algumas coisas para eles. Lula disse ainda que sua candidatura representa o povo: - Este país sempre foi governado pela elite, ou empresarial, ou agrícola, ou intelectual. E agora o povo pegou o gosto pelo poder, e não vai permitir que eles voltem. O presidente acusou ainda de, à frente do governo de São Paulo, Alckmin ter feito apenas uma política social, a criação do Cheque Cidadania, para 170 mil pessoas. Enquanto isso, defendeu, o seu governo beneficia um milhão de famílias paulistas. - Não prometemos fazer política social. Nós fazemos política social neste país. Apesar da vantagem nas pesquisas, Lula pediu empenho da militância: - Faltam 17 dias e eles estão muito nervosos. É colocar bandeira no teto e não ter medo de cara feia para a gente ganhar estas eleições. O locutor do comício, que chamou diversas vezes Alckmin de picolé de chuchu, afirmou para a platéia que, se o adversário sair vitorioso das urnas, o preço do arroz voltará a ser R$ 15 e o custo do cimento vai subir.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu