Porto Velho (RO) sábado, 18 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula defende mudanças para combater 'a nova criminalidade'


Luiza Damé e Chico de Gois - Agência O GloboBRASÍLIA - No discurso da abertura dos trabalhos do Judiciário, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu mudanças no processo penal, cujas propostas estão tramitando no Congresso. Para Lula, o aprimoramento do processo penal se faz necessário diante das novas formas de organização criminosa, do delito transnacional e da utilização da informática para a prática de crimes. Ele afirmou que esses crimes devem ser enfrentados por um aparato eficiente.- Mudanças que permitam a rapidez no processo, o aprimoramento na troca de informações entre os agentes de órgãos públicos, desenvolvimento de instrumentos de investigação mais modernos serão essenciais para combater a nova criminalidade - disse o presidente, que tem insistido em mudanças para punir com mais rigor ações praticadas por facções criminosas, como as registradas no ano passado em São Paulo e entre a última semana de 2006 e a primeira deste ano no Rio de Janeiro.Lula também destacou a necessidade de mudanças no campo trabalhista, cujas propostas também já estariam no Congresso. Segundo ele, é preciso resolver com mais rapidez os conflitos nessa área, de forma a preservar os direitos dos trabalhadores e garantir a estabilidade nas relações de emprego no país. Entre os avanços na legislação, o presidente ressaltou a aprovação da reforma do Judiciário e a criação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).Para Lula, a existência do conselho é "fundamental para levar adiante o planejamento estratégio de políticas voltadas para o Judiciário para dar transparência à administração da Justiça". Ele destacou ainda a atuação do CNJ para proibir o nepotismo, aprimorar os critérios de promoção por merecimento e regulamentar o teto salarial. Segundo o presidente, essas ações fortalecem a imagem do Judiciário junto à sociedade.

Mais Sobre Política - Nacional

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

Do Pato Donald ao caos financeiro, Abril fecha revistas, demite 800 e entra em decadência

BLOG NOCAUTECom informações do Poder 360A Editora Abril, que já foi a maior do Brasil, acumulou dívidas de cerca de R$ 1,6 bilhão. Só na semana passad

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

Engenharia do caos: 27 milhões sem trabalho

O jornalista e escritor Palmério Dória denuncia em seu Twitter o cinismo escancarado do Grupo Globo em omitir o que ele chama de 'engenharia do caos';

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di