Porto Velho (RO) quarta-feira, 16 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula defende mudanças para combater 'a nova criminalidade'


Luiza Damé e Chico de Gois - Agência O GloboBRASÍLIA - No discurso da abertura dos trabalhos do Judiciário, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu mudanças no processo penal, cujas propostas estão tramitando no Congresso. Para Lula, o aprimoramento do processo penal se faz necessário diante das novas formas de organização criminosa, do delito transnacional e da utilização da informática para a prática de crimes. Ele afirmou que esses crimes devem ser enfrentados por um aparato eficiente.- Mudanças que permitam a rapidez no processo, o aprimoramento na troca de informações entre os agentes de órgãos públicos, desenvolvimento de instrumentos de investigação mais modernos serão essenciais para combater a nova criminalidade - disse o presidente, que tem insistido em mudanças para punir com mais rigor ações praticadas por facções criminosas, como as registradas no ano passado em São Paulo e entre a última semana de 2006 e a primeira deste ano no Rio de Janeiro.Lula também destacou a necessidade de mudanças no campo trabalhista, cujas propostas também já estariam no Congresso. Segundo ele, é preciso resolver com mais rapidez os conflitos nessa área, de forma a preservar os direitos dos trabalhadores e garantir a estabilidade nas relações de emprego no país. Entre os avanços na legislação, o presidente ressaltou a aprovação da reforma do Judiciário e a criação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).Para Lula, a existência do conselho é "fundamental para levar adiante o planejamento estratégio de políticas voltadas para o Judiciário para dar transparência à administração da Justiça". Ele destacou ainda a atuação do CNJ para proibir o nepotismo, aprimorar os critérios de promoção por merecimento e regulamentar o teto salarial. Segundo o presidente, essas ações fortalecem a imagem do Judiciário junto à sociedade.

Mais Sobre Política - Nacional

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul

Jair Bolsonaro confirma revogação da adesão ao Pacto Global para Migração

Jair Bolsonaro confirma revogação da adesão ao Pacto Global para Migração

O presidente Jair Bolsonaro confirmou a revogação da adesão do Brasil ao Pacto Global para Migração Segura, Ordenada e Regular. Na sua conta no Twitte