Porto Velho (RO) quarta-feira, 23 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lula critica redução da maioridade penal e se diz um exemplo para os jovens


Agência O GloboBRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a criticar hoje a proposta de redução da maioridade penal. Durante cerimônia de formatura de 4,2 mil estudantes do Programa Nacional de Inclusão de Jovens (ProJovem), em Olinda (PE), o presidente afirmou que essa não é a forma de combater a violência." Hoje, 30% das meninas entre 15 e 17 anos que estão fora da escola é porque já têm filhos. E se tiveram filho é porque não tiveram uma educação sexual adequada dentro de casa ou na escola. E se a escola não cuida, a família não cuida, a gente depois não pode querer punir a juventude ao ver diminuída a maioridade penal para colocar jovem na cadeia, achando que vai resolver o problema " , disse em discurso improvisado.Para o presidente, a violência se deve também à falta de investimento do Estado na educação. " Vocês não são o que são porque quiseram ser. Vocês são o que são porque um dia o Estado brasileiro esqueceu da juventude brasileira, não cuidou da educação, não teve a coragem de investir na educação porque achava que era gastar dinheiro. Quando o governo é pequeno e não quer colocar dinheiro na educação, porque significa gasto, vai ter que colocar dinheiro pagando soldado e construindo cadeia, que fica muito mais caro e menos produtivo para o país " , completou.O presidente falou da necessidade de se amparar os jovens. " Abandonar vocês significa a gente amanhã estar lendo uma notícia no jornal de que mais um jovem de 18, 19 anos morreu por uma bala da polícia ou entre briga de quadrilhas. Porque se a gente não cuidar de vocês agora, o narcotráfico vai cuidar, o crime organizado vai cuidar, porque no desespero a gente aceita fazer qualquer coisa " .Lula disse ainda que a entrega dos diplomas do ProJovem é apenas " o começo de uma jornada " . Segundo o presidente, o governo precisa acompanhar se esses jovens conseguirão um emprego. " A gente não pode virar as costas para vocês. Agora que a gente entregou o diploma, aumenta nossa responsabilidade " .O presidente disse também que é um exemplo para os jovens do país, lembrando sua história de retirante que venceu na vida e citando, entre outros exemplos, que só foi comer pão aos sete anos de idade, pois até então o desjejum em sua casa era composto apenas por uma cuia de farinha e café. " Quero dizer que se tem um brasileiro que pode significar um exemplo do que é perseverança, luta, e de que nunca desistir dá resultado, sou eu " .Participaram da cerimônia o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e os ministros da Educação, Fernando Haddad, da Secretaria-geral da Presidência, Luiz Dulci, e da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, entre outras personalidades.O ProJovem é destinado a jovens de 18 a 24 anos que terminaram a quarta série, mas não concluíram o ensino fundamental e não têm vínculos formais de trabalho. O objetivo é elevar a escolaridade e dar qualificação profissional e de ações comunitárias. A carga horária é de 1.600 horas (1.200 presenciais e 400 não-presenciais), durante 12 meses. (Agência Brasil)

Mais Sobre Política - Nacional

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que