Sexta-feira, 19 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Líder do PT defende reajuste de parlamentares só a cada quatro anos


Isabel Braga - Agência O Globo BRASÍLIA - O líder do PT na Câmara, Henrique Fontana (RS), é contra um reajuste de 91,4% dos salários dos parlamentares ainda este ano para a equiparação com os salários dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), mas defendeu que o Congresso aprove um mecanismo de reajuste que corrija as perdas salariais a cada quatro anos. Segundo ele, é preciso haver reajuste dentro da razoabilidade, com base em índice inflacionário. Há um movimento no Congresso para elevar os salários dos parlamentares dos atuais R$ 12,8 mil para R$ 24,5 mil, recebidos pelos ministros do STF. - A cada quatro anos tem que ter um reajuste dos salários. Não podemos imaginar que o salário dos parlamentares seja tratado de maneira diferente do dos demais trabalhadores. Proponho que seja tratado com transparência total e de maneira semelhante ao que acontece hoje nos Estados Unidos. O tema salário deve ser tratado com total lisura e transparência - disse. Fontana defendeu que as demais verbas (gastos com passagem, pagamento de funcionários, gasolina, gráfica) sejam unificadas, para que cada deputado administre e preste contas. - Uma coisa é o salário e outra são os custos efetivos do mandato. Deveríamos unificar, criar uma conta jurídica e cada deputado responder pelas despesas de seu mandato. O deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) também é contra a proposta de equiparar os salários dos parlamentares aos dos ministros do STF agora. Ele defende que essa demanda seja congelada até a regulamentação de um teto nacional. - Essa legislatura pode aproveitar para estabelecer critérios definitivos e automáticos de reajuste dos salários dos parlamentares. A cada quatro anos seria estabelecida a reposição das perdas inflacionárias - disse. Certos de que o tema provoca reação negativa muito forte na população, tanto o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), quanto o da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), evitam emitir opinião sobre o movimento em prol de um aumento salarial dos parlamentares ainda este ano. Renan admite o aumento, mas pretende deixar que o índice seja definido pelos líderes. Aldo continua negando que este tema esteja em discussão, mas admite que há reivindicação de deputados para que os subsídios sejam elevados para R$ 24,5 mil. Segundo o entendimento da área jurídica da Câmara, a reforma administrativa acabou com a exigência de uma legislatura fixar o salário da outra. E há um decreto de 2002 que permite que, por ato conjunto das mesas da Câmara e do Senado, o salário dos parlamentares seja equiparado ao dos ministros do STF. Renan condiciona o debate sobre aumento ao orçamento do Legislativo previsto para 2007. Ele lembrou que o Congresso Nacional já aprovou os reajustes do Poder Judiciário, Ministério Público e Polícia Federal, mas que estão sem sanção por falta de previsão orçamentária.

Gente de OpiniãoSexta-feira, 19 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

STF tem maioria para determinar recálculo de cadeiras na Câmara dos Deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou nesta sexta-feira (25) maioria de votos para determinar que a Câmara dos Deputados faça a redistribuição do

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

Governo Federal se compromete a incluir plano de carreira da ANM na LOA 2024

O Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação (SInagências) conseguiu uma solução direta do governo após intensa articulaç

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

Deputado estadual Pedro Fernandes será o relator da CPI das Reservas em Rondônia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Reservas foi instaurada em Rondônia para investigar possíveis irregularidades nos processos de criação

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Ministro Paulo Pimenta trata sobre parceria entre Rede IFES de Comunicação Pública, Educativa e de Divulgação científica com a EBC e o Governo Federal

Na tarde dessa segunda-feira (06), o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (SECOM), Paulo Pimenta, esteve r

Gente de Opinião Sexta-feira, 19 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)