Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Lei Rouanet


Prazo para direcionar doações termina dia 28;
Maioria dos empresários desconhece a legislação

Sílvio Santos

Contribuições podem ser feitas durante todo o ano, com a vantagem de que os doadores nada desembolsam, tendo apenas de escolher a entidade e/ou projeto cultural que receberá parte do Imposto de Renda recolhido ao governo.

As empresas brasileiras tributas pelo lucro real e as pessoas físicas têm até o próximo dia 28 para direcionar parte do Imposto de Renda devido a projetos culturais em todo o País, valendo-se da Lei Rouanet (Lei 8.313/91). As pessoas jurídicas podem abater até 4% do IR, enquanto as pessoas físicas têm a possibilidade de contribuir com até 6%.

A entidade ou o proponente do projeto ao qual foi encaminhado o recurso deve emitir comprovantes em favor do doador ou patrocinador, devidamente firmados em três vias. As doações poderão ser direcionadas para projetos aprovados pelo Ministério da Cultura nas seguintes áreas: Audiovisual, Livro e Leitura, Músicas e Artes Cênicas, Patrimônio, Museus e Artes Plásticas.

Mesmo com todas as facilidades de doação, o volume de recursos está aquém do potencial brasileiro. Hoje, mais de 500 mil empresas aplicam recursos próprios em projetos culturais, gerando um montante de cerca de R$ 5 bilhões anualmente, mas apenas 6% desses doadores utilizam a Lei Rouanet.

"O volume de recursos direcionados a projetos culturais poderia ser muito maior, mas a maioria dos empresários brasileiros e da própria população desconhece que pode se valer desta prerrogativa", argumenta Émerson Dátilo, diretor-presidente da Synergia, empresa de consultoria e assessoria para o Terceiro Setor. "Só uma divulgação maciça, seguida por ações de conscientização, pode reverter este quadro, a fim de que haja mais incentivo à cultura, tornando-a verdadeiramente acessível às pessoas econômica e socialmente desfavorecidas."

 

Mais Sobre Política - Nacional

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Para Marcos Rogério, Sínodo da Amazônia não pode ser uma reunião política e ideológica

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) pediu nesta segunda-feira (14/10) cautela aos participantes do Sínodo da Amazônia, realizado no Vaticano. Para o p

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

Governo Federal retoma projeto para erguer hidrelétricas no Norte

 Há pelo menos seis anos, setores do governo brasileiro estudam construir quatro grandes hidrelétricas, duas delas na Região Norte, uma delas em Rondô

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

Violência doméstica e familiar: agressor será obrigado a pagar todos os custos de serviços de saúde

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira o PL 2438/19 de autoria da deputada Mariana Carvalho (RO) e do deputado Rafael Motta que