Porto Velho (RO) quinta-feira, 16 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Justiça restringe novamente vôos em Congonhas, mas depois do carnaval


Henrique Gomes Batista - Agência O GloboBRASÍLIA - O Tribunal Regional Federal (TRF) de São Paulo suspendeu uma liminar da semana passada que permitia o uso total do aeroporto de Congonhas sem restrição a nenhuma aeronave. Com a decisão, volta a valer a restrição para pousos e decolagens de modelos Fokker 100, Boeing 737-700 e 737-800 no aeroporto mais movimentado do país. A restrição começa a vigorar no dia 26, portanto, depois do carnaval.O presidente da Infraero, brigadeiro José Carlos Pereira, confirmou a nova decisão e disse que o governo já está debruçado sobre a medida, tanto para tentar um novo recurso, como para entender as limitações. Pelo que o brigadeiro conseguiu apurar até o momento, os três modelos de aeronave, que juntos correspondem a 40% dos 629 vôos diários de Congonhas, só ficariam proibidos de voar se ultrapassarem 40 toneladas de carga.- O importante é que esta medida entre em vigor no dia 26. Ou seja, não afetará o nosso carnaval. Teremos uma possibilidade de fazer um planejamento - afirmou o brigadeiro.No dia 9 de fevereiro, enquanto a primeira restrição a Congonhas ainda estava vigorando, a Agência Nacional de Avição Civil (Anac) informou que, se ela entrasse em vigor, 10 mil pessoas por dia deixariam de voar em São Paulo, isso já levando em conta a possibilidade de transferência de vôos para outros aeroportos paulistas, Guarulhos e Viracopos, em Campinas.

Mais Sobre Política - Nacional

 Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

Moro age como se fosse autoridade superior, diz Favreto no CNJ

O desembargador do TRF-4 Rogério Fraveto, que em 8 de julho determinou a soltura do ex-presidente Lula, decisão que não foi cumprida, disse, em sua de

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni