Porto Velho (RO) quarta-feira, 15 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Judiciário acelera o ritmo


Agência O GloboBRASÍLIA - Uma série de medidas, a chamada minirreforma do Judiciário, foi aprovada na semana passada pela Câmara para diminuir o tempo de espera do cidadão que entra com ações na Justiça e encurtar procedimentos. O principal ponto é a regulamentação da súmula vinculante - que obriga os juízes de todas as instâncias a repetirem decisões do Supremo Tribunal Federal (STF). Outras medidas são a resolução de divórcios e inventários diretamente em cartórios, a impossibilidade de se recorrer ao Supremo em questões sem relevância nacional e a simplificação da cobrança de dívidas como as de aluguel.A súmula - que diminuirá o número de recursos nos tribunais e tornará mais rápida a aplicação das decisões - ainda depende de sanção presidencial para entrar em vigor. Mas o STF já se antecipou e prepara a edição de seis súmulas, parte delas ainda este ano.Algumas das súmulas tratam de assuntos de interesse direto do cidadão comum, como FGTS, causas trabalhistas e pensões por morte. Em geral, são questões polêmicas, mas que já foram definidas pela mais alta Corte do Judiciário. É o caso da progressão de regime para condenados por crimes hediondos. Alguns presos já foram beneficiados, por exemplo, com o direito de cumprir parte da pena em regime semi-aberto.Também deverá ser editada em uma súmula a jurisprudência do tribunal sobre o direito dos trabalhadores de terem seus saldos de FGTS corrigidos para compensar eventuais perdas causadas por planos econômicos do governo. Outro tema é a definição do Tribunal Superior do Trabalho (TST) como instância máxima nas decisões sobre acidentes em serviço - evitando a protelação das empresas, instância após instância, até chegar à Corte máxima. Os mais de sete mil processos sobre a correção do valor de pensões por morte concedidas pelo INSS até 1995 também deverão originar outra súmula, tão logo a Corte se pronuncie sobre uma das ações.

Mais Sobre Política - Nacional

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep

Trabalhadores de todas as idades que tiverem direito a cotas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servid

Herança de Temer continua em 'construção': 79,5 mil moradias populares são canceladas

Herança de Temer continua em 'construção': 79,5 mil moradias populares são canceladas

Em reunião ocorrida no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), em Brasília (DF), lideranças dos movimentos populares foram informadas q