Porto Velho (RO) sexta-feira, 22 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Institutos vão ter que se explicar, diz Jaques Wagner


Heliana Frazão - Allan Caldas - Agência O GloboRIO - Responsável por uma das principais viradas nas eleições deste ano, o petista Jaques Wagner disse que os institutos de pesquisa precisarão agora explicar sua vitória em primeiro turno para o governo da Bahia. O candidato chegou ao pleito com cerca de 40% de intenções de voto, enquanto seu adversário, o governador Paulo Souto (PFL), era tido como favorito para vencer já neste domingo, sem necessidade de segundo turno. No fim da apuração, a situação se inverteu: Wagner teve 53% dos votos válidos, contra 42% do pefelista.- Não quero fazer nenhum juízo de valor, mas os institutos vão ter que se explicar. Eles vão ter de dizer se estavam mentindo ou se estavam vendidos - disparou o petista tão logo foi confirmada sua vitória. Na opinião do cientista político Geraldo Tadeu Monteiro, do Instituto Brasileiro de Política Social, diferenças radicais entre as pesquisas na reta final e o resultado nas urnas podem ser reflexo de um cenário político marcado por denúncias e escândalos.- Acredito que o eleitor, talvez levado pela descrença, deixou para decidir seu voto na última hora - opinou.Dizendo-se 'muito feliz' com o triunfo, Jaques Wagner afirmou que sua eleição era também uma vitória do povo da Bahia. O petista atribuiu parte da responsabilidade por sua chegada ao Palácio da Ondina ao 'carinho que os baianos têm' pelo presidente Lula, candidato à reeleição. - Pelo fato de nós dois trafegarmos numa mesma caminhada, defendermos um mesmo projeto de governo, que está em ascensão, e por sermos do mesmo partido - declarou.Wagner também ironizou seu principal adversário na corrida eleitoral. Para ele, Paulo Souto, apoiado pelo senador Antônio Carlos Magalhães, está 'pagando o preço pela falta de ousadia ou de coragem de trilhar um caminho próprio'.Abatido com a perda da eleição, Souto afirmou que 'na política, é preciso estar preparado tanto para as vitórias quanto para as derrotas'.

Mais Sobre Política - Nacional

Câmara dos Deputados: CCJC aprova projeto de política nacional de prevenção ao suicídio

Câmara dos Deputados: CCJC aprova projeto de política nacional de prevenção ao suicídio

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO), informou que Câmara dos Deputados, por meio da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC)

Vídeo: Mariana Carvalho comemora a aprovação do seu projeto em que o agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

Vídeo: Mariana Carvalho comemora a aprovação do seu projeto em que o agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

Projeto da deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO) e do deputado Rafael Motta (PSB-RN) é aprovado no Senado Federal. O projeto determina que o agressor

APROVADO – Agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

APROVADO – Agressor terá de ressarcir SUS por custos com vítima de violência doméstica

O Plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (19), projeto que determina que o agressor nos casos de violência doméstica e familiar será obrigado a

Câmara dos Deputados aprova prioridade de matrícula para filhos de mulher vítima de violência

Câmara dos Deputados aprova prioridade de matrícula para filhos de mulher vítima de violência

Proposta permite ao juiz determinar a matrícula ou transferência de dependentes da mulher vítima de violência independentemente da existência de vagaO