Porto Velho (RO) terça-feira, 20 de novembro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

IBOPE: Vantagem de Lula sobre Alckmin é de 22 pontos


Agência O GloboRIO - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à reeleição pelo PT, manteve ampla vantagem sobre Geraldo Alckmin (PSDB) na última pesquisa Ibope divulgada neste sábado pelo Jornal Nacional. A diferença do petista para o tucano é de 22 pontos percentuais.Segundo o instituto, Lula manteve o mesmo índice da pesquisa divulgada no dia 24, de 58% das intenções de voto. Alckmin subiu um ponto percentual e agora tem 36%. Votos brancos e nulos somam 3%. Indecisos, 3%. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.Considerando-se apenas os votos válidos, quando são excluídos os votos brancos, nulos e os eleitores indecisos, Lula tem 61% enquanto Alckmin aparece com 39%.O Ibope ouviu 8.680 eleitores em 465 municípios neste sábado. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 23498/2006.

Mais Sobre Política - Nacional

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

Sergio Moro escolhe delegados da Lava Jato para PF e departamento do MJ

O juiz federal Sergio Moro, que assumirá o Ministério da Justiça no próximo governo, confirmou hoje (20) os nomes dos delegados Maurício Valeixo pa

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

Paulo Guedes quer secretaria de privatizações para acelerar a venda de ativos

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, pretende criar uma Secretaria de Privatizações no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) par

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Haddad vira réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro

É a primeira vez que o petista se torna réu em ação criminal

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

O presidente eleito Jair Bolsonaro diz que soberania e leis do Brasil devem ser respeitadas

Em meio a reações como a do governo cubano que decidiu suspender a parceira com o Programa Mais Médicos, o presidente eleito Jair Bolsonaro voltou a