Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Ibope: pesquisa mostra que horário eleitoral não alterou desempenho de candidatos


Agência O GloboRIO - A nova pesquisa Ibope/TV Globo, divulgada nesta sexta-feira, mostra que o horário eleitoral não teve impacto nas intenções de votos dos candidatos a presidente. De acordo com a pesquisa, os índices dos três candidatos que estão na frente da disputa continuam iguais. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.O Ibope confirma que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à reeleição pelo PT, venceria no primeiro turno se a eleição fosse hoje. Lula aparece nesta pesquisa com 47%, 26 pontos percentuais a mais que o segundo colocado, o candidato a presidente pelo PSDB, Geraldo Alckmin, que tem 21% das intenções de votos.Lula, que em julho tinha 44% das intenções de votos, subiu para 46% no dia 4 de agosto e manteve o mesmo índice na pesquisa divulgada no dia 10 de agosto, subiu para 47%. Geraldo Alckmin, que na pesquisa publicada em julho aparecia com 27% das intenções de votos, caiu no mês de agosto. Na pesquisa divulgada no dia 4 ele tinha 25% das intenções, caiu para 21% em 10 de agosto e manteve o mesmo índice nesta pesquisa.A candidata do PSOL, Heloísa Helena, que em julho aparecia com 8% e subiu na pesquisa divulgada no dia 4 de agosto para 11%, manteve nesta pesquisa os mesmos 12% que aparecia na pesquisa publicada no dia 10 de agosto. Cristovam Buarque (PDT), Luciano Bivar (PSL) e José Maria Eymael (PSDC) aparecem com 1% das intenções de voto.O candidato Rui Costa Pimenta (PCO), que teve sua candidatura impugnada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta semana, não pontuou. Votos brancos e nulos somaram 8%, e não souberam, ou não opinaram, 9%.O Ibope também simulou um segundo turno entre Lula e Alckmin. Se a eleição fosse hoje, o candidato do PT venceria com 53% das intenções de votos, 21 pontos percentuais a mais que o candidato tucano, que aparece com 32% das intenções de votos.Em julho, Lula tinha 48% das intenções, subiu para 50% na pesquisa realizada em 4 de agosto, foi para 51 na pesquisa realizada no dia 10 de agosto, e agora aparece com 53%. Já o candidato do PSDB caiu. Em julho Alckmin tinha 39%, caiu para 36% no dia 4 de agosto, foi para 33% no dia 10, e agora está com 32%.O Ibope também pesquisou a aprovação do governo Lula. A pesquisa revelou que ela se manteve estável.A pesquisa do Ibope, registrada no TSE sob o número 132290/2006, foi realizada entre os dias 15 e 17 de agosto, e falou com 2002 pessoas de 140 municípiosIbope: pesquisa mostra que horário eleitoral não alterou desempenho de candidatos O Globo OnlineRIO - A nova pesquisa Ibope/TV Globo, divulgada nesta sexta-feira, mostra que o horário eleitoral não teve impacto nas intenções de votos dos candidatos a presidente. De acordo com a pesquisa, os índices dos três candidatos que estão na frente da disputa continuam iguais. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.O Ibope confirma que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à reeleição pelo PT, venceria no primeiro turno se a eleição fosse hoje. Lula aparece nesta pesquisa com 47%, 26 pontos percentuais a mais que o segundo colocado, o candidato a presidente pelo PSDB, Geraldo Alckmin, que tem 21% das intenções de votos.Lula, que em julho tinha 44% das intenções de votos, subiu para 46% no dia 4 de agosto e manteve o mesmo índice na pesquisa divulgada no dia 10 de agosto, subiu para 47%. Geraldo Alckmin, que na pesquisa publicada em julho aparecia com 27% das intenções de votos, caiu no mês de agosto. Na pesquisa divulgada no dia 4 ele tinha 25% das intenções, caiu para 21% em 10 de agosto e manteve o mesmo índice nesta pesquisa.A candidata do PSOL, Heloísa Helena, que em julho aparecia com 8% e subiu na pesquisa divulgada no dia 4 de agosto para 11%, manteve nesta pesquisa os mesmos 12% que aparecia na pesquisa publicada no dia 10 de agosto. Cristovam Buarque (PDT), Luciano Bivar (PSL) e José Maria Eymael (PSDC) aparecem com 1% das intenções de voto.O candidato Rui Costa Pimenta (PCO), que teve sua candidatura impugnada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta semana, não pontuou. Votos brancos e nulos somaram 8%, e não souberam, ou não opinaram, 9%.O Ibope também simulou um segundo turno entre Lula e Alckmin. Se a eleição fosse hoje, o candidato do PT venceria com 53% das intenções de votos, 21 pontos percentuais a mais que o candidato tucano, que aparece com 32% das intenções de votos.Em julho, Lula tinha 48% das intenções, subiu para 50% na pesquisa realizada em 4 de agosto, foi para 51 na pesquisa realizada no dia 10 de agosto, e agora aparece com 53%. Já o candidato do PSDB caiu. Em julho Alckmin tinha 39%, caiu para 36% no dia 4 de agosto, foi para 33% no dia 10, e agora está com 32%.O Ibope também pesquisou a aprovação do governo Lula. A pesquisa revelou que ela se manteve estável.A pesquisa do Ibope, registrada no TSE sob o número 132290/2006, foi realizada entre os dias 15 e 17 de agosto, e falou com 2002 pessoas de 140 municípios.

Mais Sobre Política - Nacional

HASTA LA VISTA, BAMBINO

HASTA LA VISTA, BAMBINO

Césare Battisti buscou a proteção de Evo Morales, seu aliado de esquerda.

Jair Bolsanaro assina decreto e  pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

Jair Bolsanaro assina decreto e pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo

A partir do decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro hoje (15), no Palácio do Planalto, cidadãos brasileiros com mais de 25 anos poderão compra

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

O filho de Hamilton Mourão e o irmão de José Alencar: dois casos exemplares

São casos exemplares que demonstram comportamentos opostos dos governos

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

Governo de Bolsanaro vai fazer pente fino em 2 milhões de benefícios do INSS

O governo federal vai fazer uma auditoria em 2 milhões de benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que têm indícios de irregul