Porto Velho (RO) quarta-feira, 15 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Ibope: pesquisa mostra que horário eleitoral não alterou desempenho de candidatos


Agência O GloboRIO - A nova pesquisa Ibope/TV Globo, divulgada nesta sexta-feira, mostra que o horário eleitoral não teve impacto nas intenções de votos dos candidatos a presidente. De acordo com a pesquisa, os índices dos três candidatos que estão na frente da disputa continuam iguais. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.O Ibope confirma que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à reeleição pelo PT, venceria no primeiro turno se a eleição fosse hoje. Lula aparece nesta pesquisa com 47%, 26 pontos percentuais a mais que o segundo colocado, o candidato a presidente pelo PSDB, Geraldo Alckmin, que tem 21% das intenções de votos.Lula, que em julho tinha 44% das intenções de votos, subiu para 46% no dia 4 de agosto e manteve o mesmo índice na pesquisa divulgada no dia 10 de agosto, subiu para 47%. Geraldo Alckmin, que na pesquisa publicada em julho aparecia com 27% das intenções de votos, caiu no mês de agosto. Na pesquisa divulgada no dia 4 ele tinha 25% das intenções, caiu para 21% em 10 de agosto e manteve o mesmo índice nesta pesquisa.A candidata do PSOL, Heloísa Helena, que em julho aparecia com 8% e subiu na pesquisa divulgada no dia 4 de agosto para 11%, manteve nesta pesquisa os mesmos 12% que aparecia na pesquisa publicada no dia 10 de agosto. Cristovam Buarque (PDT), Luciano Bivar (PSL) e José Maria Eymael (PSDC) aparecem com 1% das intenções de voto.O candidato Rui Costa Pimenta (PCO), que teve sua candidatura impugnada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta semana, não pontuou. Votos brancos e nulos somaram 8%, e não souberam, ou não opinaram, 9%.O Ibope também simulou um segundo turno entre Lula e Alckmin. Se a eleição fosse hoje, o candidato do PT venceria com 53% das intenções de votos, 21 pontos percentuais a mais que o candidato tucano, que aparece com 32% das intenções de votos.Em julho, Lula tinha 48% das intenções, subiu para 50% na pesquisa realizada em 4 de agosto, foi para 51 na pesquisa realizada no dia 10 de agosto, e agora aparece com 53%. Já o candidato do PSDB caiu. Em julho Alckmin tinha 39%, caiu para 36% no dia 4 de agosto, foi para 33% no dia 10, e agora está com 32%.O Ibope também pesquisou a aprovação do governo Lula. A pesquisa revelou que ela se manteve estável.A pesquisa do Ibope, registrada no TSE sob o número 132290/2006, foi realizada entre os dias 15 e 17 de agosto, e falou com 2002 pessoas de 140 municípiosIbope: pesquisa mostra que horário eleitoral não alterou desempenho de candidatos O Globo OnlineRIO - A nova pesquisa Ibope/TV Globo, divulgada nesta sexta-feira, mostra que o horário eleitoral não teve impacto nas intenções de votos dos candidatos a presidente. De acordo com a pesquisa, os índices dos três candidatos que estão na frente da disputa continuam iguais. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.O Ibope confirma que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à reeleição pelo PT, venceria no primeiro turno se a eleição fosse hoje. Lula aparece nesta pesquisa com 47%, 26 pontos percentuais a mais que o segundo colocado, o candidato a presidente pelo PSDB, Geraldo Alckmin, que tem 21% das intenções de votos.Lula, que em julho tinha 44% das intenções de votos, subiu para 46% no dia 4 de agosto e manteve o mesmo índice na pesquisa divulgada no dia 10 de agosto, subiu para 47%. Geraldo Alckmin, que na pesquisa publicada em julho aparecia com 27% das intenções de votos, caiu no mês de agosto. Na pesquisa divulgada no dia 4 ele tinha 25% das intenções, caiu para 21% em 10 de agosto e manteve o mesmo índice nesta pesquisa.A candidata do PSOL, Heloísa Helena, que em julho aparecia com 8% e subiu na pesquisa divulgada no dia 4 de agosto para 11%, manteve nesta pesquisa os mesmos 12% que aparecia na pesquisa publicada no dia 10 de agosto. Cristovam Buarque (PDT), Luciano Bivar (PSL) e José Maria Eymael (PSDC) aparecem com 1% das intenções de voto.O candidato Rui Costa Pimenta (PCO), que teve sua candidatura impugnada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta semana, não pontuou. Votos brancos e nulos somaram 8%, e não souberam, ou não opinaram, 9%.O Ibope também simulou um segundo turno entre Lula e Alckmin. Se a eleição fosse hoje, o candidato do PT venceria com 53% das intenções de votos, 21 pontos percentuais a mais que o candidato tucano, que aparece com 32% das intenções de votos.Em julho, Lula tinha 48% das intenções, subiu para 50% na pesquisa realizada em 4 de agosto, foi para 51 na pesquisa realizada no dia 10 de agosto, e agora aparece com 53%. Já o candidato do PSDB caiu. Em julho Alckmin tinha 39%, caiu para 36% no dia 4 de agosto, foi para 33% no dia 10, e agora está com 32%.O Ibope também pesquisou a aprovação do governo Lula. A pesquisa revelou que ela se manteve estável.A pesquisa do Ibope, registrada no TSE sob o número 132290/2006, foi realizada entre os dias 15 e 17 de agosto, e falou com 2002 pessoas de 140 municípios.

Mais Sobre Política - Nacional

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep

Trabalhadores de todas as idades que tiverem direito a cotas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servid

Herança de Temer continua em 'construção': 79,5 mil moradias populares são canceladas

Herança de Temer continua em 'construção': 79,5 mil moradias populares são canceladas

Em reunião ocorrida no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), em Brasília (DF), lideranças dos movimentos populares foram informadas q