Porto Velho (RO) domingo, 24 de fevereiro de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Grevistas rejeitam parcelamento e invadem secretaria


Arnaldo Ferreira - Agência O GloboMACEIÓ - Em greve há três semanas, os professores e servidores da educação em Alagoas invadiram, na tarde desta quarta-feira, o prédio da secretaria, no Centro de Maceió, expulsaram o secretário Fabio Farias de sua cadeira e acamparam no gabinete dele. A ação aconteceu depois que os policiais civis e os servidores da Saúde decidiram suspender a greve contra o decreto do governo estadual que suspendia o pagamento de reajustes salariais.Os servidores, exceto os da educação, decidiram voltar ao trabalho depois que o governador Teotônio Vilela Filho (PSDB) editou um novo decreto mantendo o pagamento dos reajustes das categorias. O decreto, porém, dava aos integrantes do magistério público estadual apenas 44,5% do reajuste, e em três parcelas.Os servidores da Educação rejeitaram a proposta em assembléia, saíram em passeata e decidiram invadir o prédio da Secretaria da Educação.- Só vamos sair da secretaria depois que o governo nos devolver os nossos direitos - advertiu a presidente do sindicato da categoria, Girlene Lázaro.A assessoria de imprensa do governo estadual informou que Teotônio Vilela vai continuar negociando com os grevistas. Mas o governador estuda também entrar na Justiça com uma ação de reintegração de posse da secretaria.Favorito na Assembléia é contra reajuste de salário de parlamentarO deputado Antônio Albuquerque (PFL), favorito para se eleger presidente da Assembléia Legislativa de Alagoas, disse que, se for eleito, vai rever o reajuste de 50% que elevou de R$ 6 mil para R$ 9 mil os subsídios dos deputados alagoanos. Albuquerque disse também que vai rever o aumento de 14 para 39 no número de assessores comissionados de cada deputado e o reajuste para R$ 30,9 mil da verba de manutenção dos gabinetes.O atual presidente, deputado Celso Luiz (PMN), deixa da Assembléia com telefones cortados e com ameaças de cortes de água e luz. Mas com cada um dos 27 deputados ganhando R$ 9 mil de subsídios e gerando um custo de R$ 109 mil mensais. O estado tem um dos piores indicadores sociais do Brasil.Leia a reportagem completa no O Globo Digital

Mais Sobre Política - Nacional

Oscar Maroni elogia Sérgio Moro e diz estar otimista com o novo governo

Oscar Maroni elogia Sérgio Moro e diz estar otimista com o novo governo

O empresário Oscar Maroni, fala sobre politica, economia e empreendedorismo e se diz esperançoso sobre o futuro do país Oscar Maroni, empresário nos s

Igreja Católica reage à ofensiva do governo: Evaristo Pascoal Spengler. "Só vimos na ditadura"

Igreja Católica reage à ofensiva do governo: Evaristo Pascoal Spengler. "Só vimos na ditadura"

A Igreja Católica começa a reagir à ação de espionagem do governo Bolsonaro contra o Sínodo da Amazônia que terá como ponto culminante um encontro no

Senador Marcos Rogério diz que PEC sobre aborto deve ser debatida na CCJ

Senador Marcos Rogério diz que PEC sobre aborto deve ser debatida na CCJ

O senador Marcos Rogério (RO) disse que a proposta de emenda à Constituição (PEC 29/2015) que altera o artigo 5º da Constituição para determinar a “in

Ciro Gomes é vaiado e responde: “O LULA TÁ PRESO, BABACA”

Ciro Gomes é vaiado e responde: “O LULA TÁ PRESO, BABACA”

Ciro Gomes repetiu o que fez seu irmão Cid no segundo turno das eleições e chamou um militante do PT de "babaca", nesta quinta-feira (7), durante a Bi