Porto Velho (RO) segunda-feira, 18 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Greve dos peritos entra no segundo dia e pode continuar por tempo indeterminado


Agência O GloboSegundo o presidente da associação, Eduardo Henrique Almeida, a paralisação, que estava programada para terminar nesta quinta, poderá se estender por tempo indeterminado diante do assassinato da médica perita Maria Cristina Souza Felipe da Silva, na quarta-feira, em Governador Valadares (MG). Maria Cristina foi assassinada com quatro tiros na frente de sua residência. A servidora era também delegada da ANMP e, antes do crime, havia concedido diversas entrevistas reclamando das ameaças que os médicos peritos sofriam no trabalho.A agência onde Maria Cristina Felipe da Silva trabalhava está fechada. No prédio, uma faixa em sinal de luto. Maria Cristina, de 56 anos, era casada e tinha quatro filhos. Um deles disse, durante o velório nesta quinta-feira, que a mãe comentou que havia encontrado indícios de fraude e que, com o movimento dos peritos, a começar um processo de limpeza. Ele acredita que a mãe foi vítima de um crime encomendado.De acordo com levantamento parcial da ANMP, a paralisação teve adesão de 90% da categoria. Bauru (SP) e Anápolis (GO) foram as únicas cidades onde não houve greve.Ainda de acordo com a associação, atualmente existem 1.300 salas para 4.800 médicos atenderem cerca de 500 mil consultas por mês. Com a paralisação, os segurados do INSS não podem fazer a perícia necessária para o pagamento de benefícios como o auxílio-doença e a aposentaria por invalidez.A perita Ana Maria Facci acredita haver uma relação entre o assassinato de Maria Cristina e a greve dos peritos:- A maior causa de agressão é quando você nega o pedido. O segurado não fica satisfeito e agride o médico.O Ministério da Previdência e o INSS divulgaram nota lamentando a morte da servidora. O Ministério informou também que solicitou o acompanhamento do caso à Polícia Federal.

Mais Sobre Política - Nacional

Crimes eleitorais: Senadores têm projeto para reverter decisão do STF

Crimes eleitorais: Senadores têm projeto para reverter decisão do STF

Um projeto de lei que pretende reverter a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre processos da Lava Jato que envolvem crimes eleitorais associ

OAB e ABRAJI repudiam a agressão de Bolsanaro à jornalista

OAB e ABRAJI repudiam a agressão de Bolsanaro à jornalista

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) emitiram uma nota conjunta repudiando o ataque fe

Damares: Governo exigirá cadastro de famílias que optem por ensino domiciliar

Damares: Governo exigirá cadastro de famílias que optem por ensino domiciliar

Crianças farão avaliações periódicas, diz ministra em exclusiva à EBC

Respeito elementar

Respeito elementar

Lula é preso comum e deveria estar num presídio comum