Porto Velho (RO) domingo, 31 de maio de 2020
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Greve continua na semana que vem


(Agência O Globo) De acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), 185 mil bancários, de um total de 400 mil no país, pararam nesta sexta-feira, pouco menos do que os 190 mil estimados no movimento nessa quinta-feira. São Paulo registrou filas longas em lotéricas e caixas eletrônicos. Algumas universidades prorrogaram o prazo de inscrição para o vestibular por causa da dificuldade de pagamento. Segundo Marcolino, a tendência é ampliar a greve nos próximos dias, caso a Fenaban não atenda às exigências dos trabalhadores. Os bancários tentam ganhar o apoio do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a campanha salarial. Durante compromisso eleitoral de Lula no Rio, representantes da categoria entregaram um documento ao mandatário pedindo a interferência nas negociações com os banqueiros. O presidente do Sindicato dos Bancários do Rio, Vinícius Assumpção, diz que o pedido é para que Lula pressione os bancos a apresentarem propostas satisfatórias. Em São Paulo, o sindicato local calcula que 35 mil bancários pararam. Em Belo Horizonte, mais de 100 agências bancárias funcionaram precariamente, principalmente as do Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. Rio Grande do Sul teve 300 agências fora de funcionamento. Já em Curitiba, o sindicato diz que quase metade das agências ficou fechada. Em Pernambuco, a greve atingiu 92% nas instituições públicas (incluindo Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Banco do Nordeste do Brasil) e, nas instituições privadas, vem comprometendo o funcionamento de aproximadamente 20 agências por dia. Segundo o sindicato do Rio, 80% das agências no Centro estão fechadas; sendo que 100% dos apostos de atendimento de BB e Caixa não funcionam; 10% das agências de bancos privados nos bairros não estariam atendendo, informou o presidente do sindicato. Nesta sexta-feira terminou o prazo para que segurados do INSS com benefício final 3 fizesse o recadastramento necessário para a manutenção do pagamento. Do 1,5 milhão de convocados, 150 mil deixaram para a última hora e, com a greve, podem ter o pagamento do benefício atrasado. A paralisação dos bancários já atingia 16 estados até essa quarta-feira e se ampliou na quinta-feira, após o impasse entre trabalhadores e Fenaban. Os bancários pedem aumento real de salário de 7,05% mais reposição da inflação de 2,85%. Já a Fenaban oferece apenas a reposição de 2,85%. Em sua proposta inicial, a oferta era de 2% de reajuste. Os bancos também ofertam participação nos lucros de 80% dos salários, adicional de R$ 823 e, no caso de instituições financeiras que aumentarem ganhos em 20% na relação com 2005, um adicional de R$ 750. Mas os sindicatos consideram a oferta insuficiente. Há discordância entre as partes também sobre a participação dos funcionários nos lucros das instituições. A Fenaban informou que mantém a proposta oferecida ao Comando Nacional dos Bancários na última terça-feira, dia 4. A entidade também orienta a população a utilizar canais alternativos de atendimento, como internet, telefone e casas lotéricas. Segundo a Fenaban, estes canais têm sido utilizados cada vez mais. Dados da entidade mostram que das 35 bilhões de operações bancárias realizadas em 2005 apenas 10,6% foram feitas diretamente no caixa dos bancos. Já operações por débito automático somam 28,7%. As paralisações começaram pontualmente na semana passada mas ganharam força nessa terça-feira, com uma determinação do comando nacional.

Mais Sobre Política - Nacional

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

Mariana Carvalho defende novas medidas aprovadas pelo Congresso no enfrentamento à Covid-19

A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB-RO) defendeu nesta quinta-feira (2) as medidas que estão sendo aprovadas pela Câmara e pelo Senado no

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

Relator revisor da MP 924 - Coronavírus, Dep Lucio Mosquini destaca liberação de 5 Bilhões para enfrentamento da crise na saúde

O deputado federal Lucio Mosquini é o relator revisor da MP 924/2020, conhecida como MP do Enfrentamento do coronavírus. O Senador Eduardo Gomes també

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Deputados federais apresentam no STF pedido de impeachment do ministro Weintraub

Rede Brasil Atual - Deputados da oposição anunciaram hoje (5) que vão apresentar denúncia no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro da Edu