Porto Velho (RO) quarta-feira, 17 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Governo põe sob sigilo 39% dos gastos com cartão corporativo


Governo põe sob sigilo 39% dos gastos com cartão corporativo - Gente de Opinião

 247 – Os cartões corporativos do governo foram responsáveis pelos gastos de R$ 19,1 milhões, sendo que 39% desse montante foram colocados sob sigilo. Dona da maior parcela dos gastos em segredo, a Polícia Federal somou as despesas sigilosas de R$ 3,37 milhões. A Secretaria da Administração da Presidência da República, diretamente ligada aos gastos pessoais de Temer, também não informou como gastou R$ 2,2 milhões.

“O governo Temer pagou R$ 19,1 milhões usando os cartões corporativos nos primeiros quarto meses do ano. Desse total, 39% foram colocados sob sigilo, quase R$ 7,5 milhões.

(...)

Assim como a Abin, que mantém sob sigilo gastos de R$ 1,8 milhão.”

Leia mais aqui.

Mais Sobre Política - Nacional

Cooperação entre TJRO e CNJ permite o uso de inteligência artificial desenvolvida pelo tribunal de RO

Cooperação entre TJRO e CNJ permite o uso de inteligência artificial desenvolvida pelo tribunal de RO

Técnicos do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO) vão desenvolver soluções de inteligência artificial que res

Governo decide manter começo do horário de verão em 4 de novembro

Governo decide manter começo do horário de verão em 4 de novembro

O Palácio do Planalto informou nesta terça-feira (15) que o início do horário de verão será mantido no dia 4 de novembro, cancelando um novo adiamento

Médicos impedem PF de transferir o senador Acir Gurgacz

Médicos impedem PF de transferir o senador Acir Gurgacz

 247 – Médicos que acompanham o senador Acir Gurgacz (PDT-RO) no hospital da família, em Cascável, no Paraná, impediram policiais federais de fazerem

Sancionada lei que dispensa reconhecimento de firma e autenticação de documento

Sancionada lei que dispensa reconhecimento de firma e autenticação de documento

Fim da obrigação de reconhecimento de firma, dispensa de autenticação de cópias e não-exigência de determinados documentos pessoais para o cidadão que