Porto Velho (RO) domingo, 26 de maio de 2019
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Governo põe sob sigilo 39% dos gastos com cartão corporativo


Governo põe sob sigilo 39% dos gastos com cartão corporativo - Gente de Opinião

 247 – Os cartões corporativos do governo foram responsáveis pelos gastos de R$ 19,1 milhões, sendo que 39% desse montante foram colocados sob sigilo. Dona da maior parcela dos gastos em segredo, a Polícia Federal somou as despesas sigilosas de R$ 3,37 milhões. A Secretaria da Administração da Presidência da República, diretamente ligada aos gastos pessoais de Temer, também não informou como gastou R$ 2,2 milhões.

“O governo Temer pagou R$ 19,1 milhões usando os cartões corporativos nos primeiros quarto meses do ano. Desse total, 39% foram colocados sob sigilo, quase R$ 7,5 milhões.

(...)

Assim como a Abin, que mantém sob sigilo gastos de R$ 1,8 milhão.”

Leia mais aqui.

Mais Sobre Política - Nacional

Audiência Pública no Senado Federal debate violência nas escolas e as suas consequências

Audiência Pública no Senado Federal debate violência nas escolas e as suas consequências

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado Federal promove nesta terça-feira (14), às 9h, audiência pública para debater com especialist

Presidente Bolsonaro assina novas regras para atiradores e caçadores

Presidente Bolsonaro assina novas regras para atiradores e caçadores

O presidente Jair Bolsonaro assinou hoje (7), em cerimônia no Palácio do Planalto, o decreto que regulamenta a posse, o porte e a comercialização de a

Villas Bôas diz que se Jair Bolsonaro fracassar, as forças armadas vão pagar a conta

Villas Bôas diz que se Jair Bolsonaro fracassar, as forças armadas vão pagar a conta

O ex-comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, que reagiu aos ataques aos militares, de Olavo de Carvalho, guru do presidente da República

Mariana reforça luta a favor de pacientes com doenças raras

Mariana reforça luta a favor de pacientes com doenças raras

A deputada Mariana Carvalho (RO) participou na quarta-feira (24) de debate promovido pela Comissão de Defesa da Pessoa com Deficiência sobre as dif