Porto Velho (RO) quinta-feira, 16 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política - Nacional

Governo pode proibir greve de servidores em setores essenciais


Chico de Gois - Agência O GloboBRASÍLIA - O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse nesta sexta-feira que o governo pretende regulamentar o direito de greve dos servidores, e deixou claro que alguns setores poderão ser proibidos de paralisar as atividades.- Temos de preservar os direitos dos servidores, mas também o direito da sociedade. Em alguns serviços, a greve tem que ser proibida - afirmou, sem, no entanto especificar em que áreas isso poderia ser feito.O ministro frisou que a Constituição garante o direito de greve aos servidores, mas prevê que esse direito será regulamentado em lei complementar. Bernardo disse que a regulamentação não deve permitir paralisações em "setores essenciais à população''.- A lei é para impor limites - afirmou.Bernardo, que participou de uma reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Palácio da Alvorada, afirmou que na próxima terça-feira irá conversar com as entidades sindicais para estabelecer um calendário de negociação. O ministro também disse que conversou com Lula a respeito dos cerca de 5 mil servidores que foram demitidos no governo Collor e que ganharam o direito de ser readmitidos. Segundo o ministro, esses servidores teriam direito de voltar às suas funções de origem, mas essa readmissão deverá centralizada no Ministério do planejamento, que avaliará as áreas onde mais é necessária mão-de-obra.Paulo Bernardo informou que a regulamentação do direito de greve do setor público será discutida para que o governo possa revalidar a Convenção 151 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que trata desse tema.Lula recomendou ao ministro que reúna a mesa de negociação permanente com os servidores federais, para tratar de uma política de recursos humanos para os próximos quatro anos. Criada em 2004, a mesa tem negociado com o governo os reajustes anuais dos servidores. O Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) limitou o crescimento real das despesas da União com funcionalismo a 1,5% ao ano.O ministro disse que vai procurar as centrais sindicais para "estabelecer um calendário de negociações'' e que o governo deve se relacionar com os servidores "de forma respeitosa'' para ''minimizar conflitos.''

Mais Sobre Política - Nacional

Grupo Abril pede recuperação judicial

Grupo Abril pede recuperação judicial

O grupo Abril entrou com um pedido recuperação judicial nesta quarta-feira (15); plano de recuperação judicial será mostrado aos credores em até 60 di

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Sonegação de R$ 26 bi do Itaú vai a julgamento. É a maior da história

Está revogada a decisão do Carf que havia livrado o banco de pagamento de multa de R$ 26 bilhões por sonegação de impostos; é a maior da história...

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários se manifestam em Brasília em defesa de bancos públicos

Bancários protestam contra as resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da Uni

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep

Trabalhadores de todas as idades já podem sacar cotas do Pis/Pasep

Trabalhadores de todas as idades que tiverem direito a cotas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servid